A Áustria volta ao fechamento total, os cidadãos deverão ser vacinados a partir de fevereiro

A partir de segunda-feira, a Áustria está entrando em um fechamento total de 10 a 20 dias, depois que o fechamento apenas com os não vacinados não diminuiu a morbidade. A partir de 1º de fevereiro, todos os residentes deverão ser vacinados

Palácio de Schönbrunn em Viena. Foto Freepik

A Áustria anunciou hoje (sexta-feira, 19 de novembro de 2021) a imposição de um fechamento total a todos os cidadãos do país, incluindo os vacinados, depois que a tentativa de impor um fechamento aos não vacinados não conseguiu conter o aumento da morbidade. As restrições entrarão em vigor na segunda-feira (22 de novembro de 2021).

O fechamento vai durar entre 10 e 20 dias, disse o Chanceler da Áustria, Alexander Schlenberg (Alexander Schallenberg), devido ao número relativamente baixo de cidadãos vacinados (66%), na Europa Ocidental. “Não queremos uma quinta onda”, disse o chanceler austríaco após se reunir com os nove governadores provinciais do país em um resort no oeste da Áustria. Os dados da semana passada mostram uma taxa de morbidade de 990,7 casos por 100.000 e o Ministério da Saúde Wolfgang Mukstein (Wolfgang Mückstein) observou que a imposição de um fechamento é o último recurso.

Sob as restrições, os austríacos trabalharão em casa, as lojas não essenciais serão fechadas e as escolas permanecerão abertas para crianças que precisam apenas de aprendizado frontal. O fechamento vai até 12 de dezembro, mas será reexaminado após 10 dias. Além disso, a partir de 1º de fevereiro de 2022, todos os cidadãos do país deverão ser vacinados, sendo o primeiro país da Europa a agir.

Em vários outros países, fechamentos e restrições também começaram a ser adotados: Na Holanda Já entrou em vigor um fechamento parcial, na semana passada, que inclui o fechamento de bares e restaurantes a partir das 20h. Primeiro-ministro Eslováquia, Edward Hager (Eduard Heger), anunciou o fechamento, a partir de segunda-feira, dos não vacinados e também do governo República Checa Restringe o acesso a uma variedade de serviços. Grécia Restrições impostas aos não vacinados, que incluem a proibição de entrar em cinemas, academias, museus e muito mais. Ontem, o chanceler alemão anunciou Angela Merkel Sobre as novas restrições aos não vacinados em 12 dos 16 países, onde as taxas de hospitalização são altas.

Um endereço abreviado para este artigo: https://www.ias.co.il?p=120752

Source: IAS by www.ias.co.il.

*The article has been translated based on the content of IAS by www.ias.co.il. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!