A primeira mulher a chefiar a diplomacia alemã será Annalena Baerbock – Mundo – Notícias


A co-líder alemã dos Verdes, Annalena Baerbock, se tornará a primeira ministra das Relações Exteriores da Alemanha. Os Verdes terão mais cinco cargos ministeriais no novo governo, disse o partido na noite de quinta-feira após longas negociações, relatam a agência AFP e a mídia alemã.

Baerbock (40) indicou que, como ministra, ela assumiria uma postura mais assertiva em relação à China e à Rússia, com ênfase no respeito pelos direitos humanos e pelo Estado de Direito. Os verdes ocuparão o cargo de chefe da diplomacia pela segunda vez depois que Joschka Fischer foi em 1998-2005, informa o diário Die Welt.

No governo dos Verdes com o Partido Social Democrata da Alemanha (SPD) e o Partido Democrático Livre (FDP), o segundo chefe dos Verdes, Robert Habeck, ocupará o cargo de vice-chanceler. Ele também será o chefe do departamento que reúne a agenda de economia e proteção climática, de acordo com carta dirigida ao dirigente do partido, Michael Kellner.

O Ministério da Alimentação e Agricultura será liderado pelo popular político Cem Özdemir, de raízes turcas. Steffi Lemke, membro do Bundestag, será responsável pelo Ministério do Meio Ambiente, Conservação da Natureza, Segurança Nuclear e Defesa do Consumidor. Anne Spiegel voltará a ser Ministra da Família, Idosos, Mulheres e Juventude. Claudia Roth, a atual vice-presidente do Bundestag, ocupará o cargo de Ministra da Cultura e Mídia.

O candidato ao cargo de SPD, Olaf Scholz, anunciou que seu futuro gabinete de governo teria representação igual de mulheres e homens.

Os liberais do FDP já anunciaram que ocuparão os cargos de ministro da Fazenda, que passará a ser Christian Lindner, transportes (Volker Wissing), justiça (Marco Buschmann) e educação (Bettina Stark-Watzinger).

Os sociais-democratas querem esperar até o congresso do partido, que vai ocorrer no início de dezembro, para anunciar os nomes de seus ministros.

Nas eleições parlamentares alemãs em 26 de setembro, os verdes terminaram em terceiro lugar com um recorde de 15% dos votos e, após 16 anos na oposição, eles se juntarão à coalizão governista.

Os três partidos – o SPD, os Verdes e o FDP – revelaram um acordo de coalizão na quarta-feira. O governo fará o juramento no início do mês que vem, depois que os partidos ratificarem o pacto de coalizão. Olaf Scholz será nomeado chanceler para substituir Angela Merkel na semana que começa em 6 de dezembro.


Source: Pravda – Správy by spravy.pravda.sk.

*The article has been translated based on the content of Pravda – Správy by spravy.pravda.sk. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!