A produção de trutas e carpas em Srpska diminui de ano para ano

25.11.2021. / 12:40

BANJA LUKA – Além das mudanças climáticas e da concorrência desleal do FBiH, a pandemia também causou grandes danos aos produtores de peixes em Srpska, razão pela qual haverá menos trutas e carpas de viveiros domésticos nas mesas este ano também.

Foto: RAS SERBIA

Isso também é demonstrado pelos dados do Bureau of Statistics da República, segundo os quais, do início do ano até outubro, o valor de mais de 1.200 toneladas de carpa e truta vendidas em Srpska foi de cerca de 8,5 milhões de marcos, enquanto no ano passado cerca de 600 toneladas a mais desse peixe foram vendidas.

“O preço médio de compra este ano é de 6,76 marcos por quilograma, e a participação da truta em relação à carpa e outras espécies de peixes aumentou e chega a cerca de 87 por cento.”, eles disseram no Bureau of Statistics.

Eles acrescentaram que no ano passado o valor do pescado vendido foi de quase 11,6 milhões de marcos, e que o preço médio foi de 6,24 marcos por quilo.

“Comparado com as vendas em 2019, é 1,1 milhão de KM a menos”, afirmaram no Bureau of Statistics, acrescentando que as maiores quantidades de pescado são vendidas nos últimos três meses do ano.

De acordo com os produtores de pescado de Srpska, é certo que este ano seguirá as tendências estatísticas dos anos anteriores na redução da produção total.

O dono da empresa “Butreks ribarstvo” de Trebinje, Veljko Budjen, descrevendo a situação dos piscicultores domésticos, disse que estavam “a correr a última volta”.

“Depois de mais de 20 anos lidando com esse negócio, estou pensando em parar no ano que vem. Eu investi tudo que tinha na pesca e nada me volta, o que é demonstrado pelo fato de que este ano vou crescer 300 toneladas a menos de peixes do que o normal “, disse Budjen.

Segundo ele, o mais difícil para ele é a concorrência desleal da FBiH, que subsidia seus produtores muito mais do que a RS.

O presidente do Grupo de Associações de Piscicultores da Republika Srpska da Câmara de Comércio do RS, Zoran Tepic, disse que a pandemia teve maior impacto nos piscicultores menores, que possuem produção específica.

“Devido às medidas que foram adotadas, eles não conseguiram organizar e estabelecer novos plantios para ter uma produção contínua este ano, por isso têm problemas com a quantidade de produção.”, disse Tepic, que também é o diretor da empresa “Tropik ribarstvo – ribnjak Janj”.

Acrescentou que as condições naturais, como a enchente e as doenças dos peixes, não os ajudaram, destacando que não haverá um desenvolvimento significativo na pesca se os produtores não forem apoiados pelas novas medidas de incentivo que esperam no próximo período. Glas Srpske


Source: Capital.ba – Informacija je capital by www.capital.ba.

*The article has been translated based on the content of Capital.ba – Informacija je capital by www.capital.ba. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!