Aqui está o plano do governo para o passaporte corona


A duração do passe corona deve ser reduzida para cinco meses após a segunda mordida com uma vacina corona, acredita o governo.

O ministro da Saúde Magnus Heunicke (S) mantém essa recomendação das autoridades, embora as autoridades também digam que o efeito das vacinas contra o omicron diminui acentuadamente já após alguns meses.

“É a atitude das autoridades dizer cinco meses e é claro que pesaram coisas diferentes umas contra as outras. Acho que precisamos seguir essa abordagem”, disse Heunicke após uma reunião do Comitê de Epidemias na segunda-feira.

Ele ressalta que as vacinas ainda são eficazes contra doenças graves. O que não tem nada a ver com manter a infecção na sociedade baixa, que anteriormente era uma razão para a introdução do passaporte corona.

“Quando se trata de omicron, há um efeito decrescente quando se trata de se infectar, enquanto na verdade ainda há um forte efeito de não ficar gravemente doente. Então as vacinas ainda são uma arma muito importante”, diz.

O comitê epidêmico recebeu uma revisão técnica na segunda-feira em uma reunião com Heunicke e especialistas. Espera-se uma decisão sobre o assunto na quarta-feira.

A Unity List apoiará a proposta, diz o porta-voz da saúde Peder Hvelplund. Mesmo que o efeito das vacinas diminua mais rapidamente.

“O passaporte corona não deve ser visto como uma garantia de que você não está infectado, mas como uma indicação clara de que a probabilidade não é alta”, diz ele.

Ele ressalta que já existem momentos de incerteza, por exemplo, após um teste rápido.

O Partido Liberal ainda não se posicionou sobre o assunto. É o que diz o porta-voz da saúde Martin Geertsen (V) após a reunião no Folketing.

Ao mesmo tempo, o ministro da Saúde propõe – com base na recomendação das autoridades – flexibilizar as regras para o passaporte corona após a infecção, para que você o recupere mais rapidamente após a infecção.

Hoje o prazo é de 14 dias. Deve ser reduzido para 11 dias. Outros países fizeram o mesmo, segundo Heunicke.

A Dansk Industri disse que deveria ser reduzido para sete dias.

“Não faz sentido que você seja considerado livre de infecção após sete dias de isolamento assintomático e possa fazer compras e visitar amigos e familiares, mas ainda não pode apresentar um passaporte corona válido no trabalho se seu empregador solicitar”, disse ele. . diretor político do DI Emil Fannikke Kiær em uma declaração por escrito.

Por que levaria mais tempo para obter sua passagem coron quando você é considerado livre de infecção após sete dias?

“Temos uma situação em que o passaporte corona é algo no telefone que você mostra em vez de inserir. Você não deve discutir com o porteiro, o guarda ou o garçom se você teve sintomas pela última vez há dois ou três dias”, diz Heunicke.

A Ministra refere-se ainda ao facto de alguns terem uma doença grave, outros muito ligeiros. Portanto, deve-se ter algumas regras que cubram o melhor possível.


Source: Politiken.dk – Forsiden by politiken.dk.

*The article has been translated based on the content of Politiken.dk – Forsiden by politiken.dk. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!