As empresas ainda podem vender máscaras tipo 2? – Lançamento


Desde o decreto de 27 de janeiro, as máscaras de categoria 2 não são mais consideradas equipamento de proteção suficiente em face da Covid-19. Conforme explicamos em um artigo anterior, em transportes, negócios (sob certas condições), negócios ou locais de culto, você deve, portanto, usar uma máscara FFP, uma máscara cirúrgica ou uma máscara pública geral da categoria 1.

Como um lembrete, as máscaras da segunda categoria têm capacidades de filtragem entre 70% e 90%. Eles são, portanto, menos eficientes. E ainda assim sua venda não foi proibida. O decreto de 27 de janeiro prevê apenas algumas precauções para “garantir ao consumidor informações sobre máscaras adequadas para proteção contra a epidemia de Covid-19 ”. Assim, nos estabelecimentos varejistas, deverão ser expostas máscaras que não atendam às novas especificações “Em lugares bem distintos“E o distribuidor deve, na loja ou na internet, informar o consumidor”visível, legível e facilmente acessível“Se o modelo vendeu respostas ou não”as prescrições das autoridades de saúde».

“Cada marca é livre para criar sua própria sinalização”

Como essas indicações se materializam concretamente? Quando contatada, a Federação de Comércio e Distribuição explica que “Cada marca é livre para criar a sua própria sinalização destinada a informar os consumidores sobre as máscaras recomendadas e as que não o são”. No modelo de pôster proposto pela FCD aos seus membros, fica claramente especificado que os modelos de máscaras tipo 2 não “não atendem mais aos requisitos das autoridades de saúde“. As principais marcas contactadas por CheckNews dizem que colocaram este tipo de sinal.

«A maioria das máscaras que comercializamos é do tipo cirúrgico, portanto, são recomendadas pelas autoridades e atendem à norma EN 14683. Para máscaras de uso não sanitário UNS1 e UNS2, informações precisas, junto ao produto, o conselho de ‘uso prescrito pelas autoridades», Indica Auchan. Por sua vez, Monoprix explica que mais de 80% das referências de máscaras reutilizáveis ​​estão na categoria 1. Para os 20% restantes, um pôster na loja deve especificar que não correspondem mais às prescrições. Na Franprix, somos informados de que “máscaras de categoria 2 ainda estão à venda em nossas lojas“, Mas que dois tipos de cartazes estão presentes”no nível da falaPara orientar o cliente. Note que no site da marca as informações nem sempre são legíveis, como neste modelo, por exemplo, onde não estão especificados nem a categoria nem os requisitos de uso. Da mesma forma, na página do Carrefour, o cliente não é informado de que as máscaras infantis categoria 2 (corretamente indicadas em outro lugar) não correspondem mais às normas em vigor.


Source: Libération by www.liberation.fr.

*The article has been translated based on the content of Libération by www.liberation.fr. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!