‘As perspectivas precisam mudar para mover as pessoas para trás’

Seminário (Foto: Direitos)

Bangladesh está se movendo de um país subdesenvolvido para um país desenvolvido. Mas as comunidades atrasadas (minorias étnicas, dalits, transgêneros, transgêneros e deficientes físicos) estão se tornando cada vez mais marginalizadas. O padrão de vida das pessoas atrasadas não está melhorando porque a atitude da sociedade e do estado não mudou. Para levar esse povo adiante, primeiro temos que mudar a atitude da sociedade e do Estado.

Os palestrantes falavam em um seminário organizado pela organização não governamental de desenvolvimento Web Foundation no auditório Naogaon Circuit House na quinta-feira (8 de janeiro).

O seminário foi organizado pela Web Foundation em colaboração com a União Europeia e a Christian Aid, uma organização doadora, por ocasião de uma Reunião de Conscientização da Pesquisa de Base como parte do projeto ‘Empoderamento de Classes Retrógradas e Participação Ativa no Processo de Desenvolvimento de Bangladesh ‘. O estudo envolveu pessoas de pequenos grupos étnicos nas planícies, dalits, pessoas trans e pessoas com deficiência.

O Subcomissário Adicional (Educação e TIC) Shihab Raihan, Subdiretor do Departamento de Serviços Sociais do Distrito de Naogaon, Nur Mohammad, Subdiretor do Departamento de Desenvolvimento Juvenil de Naogaon, Muhammad Javed Iqbal, Oficial Distrital de Deficiências falou como os convidados principais no seminário presidido pelo Oficial de Projeto da Christian Aid Mahenur Chowdhury Barna. SM Humayun Kabir e outros.

Consulte Mais informação: Três barqueiros perderam sua fiança

O coordenador do projeto da Web Foundation, Shamsur Rahman, apresentou informações sobre a introdução do projeto e a pesquisa de linha de base no seminário. Ele observou que 39 por cento das pessoas foram discriminadas no acesso à educação, saúde, agricultura e seguridade social simplesmente por causa de sua raça, religião, etnia e identidade de gênero. Além disso, 69% das pessoas trans dizem que são vítimas de abuso físico e sexual. Devido à desigualdade da população participante da pesquisa, 21 por cento da população não tem acesso aos serviços do programa de previdência social do governo.

OD / AM


Source: ODHIKAR by www.odhikar.news.

*The article has been translated based on the content of ODHIKAR by www.odhikar.news. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!