Autoridades sérvias se recusam a aceitar trabalhadores de Mofas

14.10.2021. / 20:04

EAST SARAJEVO – Trabalhadores da fábrica “Mofas” reuniram-se hoje em frente à sede das instituições Srpska em East Sarajevo, onde se encontravam os mais altos governantes, exigindo que fossem recebidos numa reunião para encontrar uma solução para a fábrica e iniciar a produção. Após quatro horas de congelamento e espera do término das reuniões com embaixadores e diretores de hospitais, foram informados de que ninguém os receberia.

Reunião de trabalhadores há dois dias (Foto: Capital)

Trabalhadores de Mofas também se reuniram há dois dias e pediu ao Governo da Republika Srpska que reaja mais rapidamente porque se aproxima o prazo para o tribunal decidir sobre a falência da fábrica.

Depois da sessão de hoje do Governo, não se falou em tomar uma decisão sobre a situação em “Mofas”, os trabalhadores foram para a sede da Republika Srpska em Sarajevo Oriental, onde os mais altos funcionários de Srpska se reuniram com os embaixadores da Europa países da BiH hoje.

A reunião com os embaixadores contou com a presença do membro sérvio da Presidência Milorad Dodik, Presidente da Republika Srpska, Zeljka Cvijanovic, Presidente da Assembleia Nacional Nedeljko Cubrilovic, Primeiro Ministro Radovan Viskovic, Presidente do Conselho de Ministros Zoran Tegeltija e Vice-Presidente da Câmara dos Povos da BiH Assembleia Parlamentar Nikola Spiric.

A reunião também contou com a presença dos presidentes dos partidos políticos da coalizão de governo na Republika Srpska, Dragan Cavic, Darko Banjac e Nenad Stevandic.

Depois do embaixador, realizaram-se reuniões com os directores dos hospitais em Srpska e com o comandante da EUFOR na BiH, Major General Alexander Placer.

Os trabalhadores de “Mofas” esperaram desde as 16 horas que tudo acabasse e alguém finalmente os ouvisse, mas os representantes das autoridades não acharam necessário recebê-los.

“Os seguranças nos disseram que todos haviam saído do prédio e que não tínhamos ninguém a quem esperar. Eles também nos disseram que os haviam informado que estávamos lá desde as 16h. Infelizmente, sem sucesso”, disseram trabalhadores que se dispersaram há cerca de 15 minutos.

Lembramos que a empresa “Mofas” foi formada há seis anos pelo Governo do RS com investidores da Alemanha e de Tešanj em propriedade do antigo gigante “Famos”.

Na empresa recém-formada, 49% é propriedade da “Famos”, que é maioritariamente detida pela RS, a empresa “Paul Bernhardt” tem 2%, o seu proprietário Otte Dirk tem 24%, enquanto Šefik Husaković de Tešanj tem 25%.

Esses investidores anunciaram recentemente a liquidação da empresa, à qual os trabalhadores se opõem e pedem O governo ajudar.

CAPITAL anunciou que O Governo da Republika Srpska está negociando com os co-proprietários de “Mofas” de East Sarajevo a compra de suas ações nesta empresa, para evitar a falência.

Do Governo às questões CAPITAL– e se a decisão sobre o destino de “Mofas” foi tomada, eles não respondem.

CAPITAL: Svjetlana Šurlan


Source: Capital.ba – Informacija je capital by www.capital.ba.

*The article has been translated based on the content of Capital.ba – Informacija je capital by www.capital.ba. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!