Como a matéria escura pode ser detectada


Os pesquisadores afirmam que já existem vários experimentos que podem ser usados ​​para detectar matéria escura.

A matéria escura é responsável por cerca de 85% de O universo e, no entanto, com o tempo, os cientistas falharam em estabelecer diretamente sua existência ou de que é feito. Um estudo recente se propõe a identificar essas partículas estudando os sinais produzidos pela colisão de partículas de matéria escura por núcleos atômicos, que deveriam assumir a forma de um elétron ou de outras partículas energizadas.

Os pesquisadores que colaboraram neste estudo explicam que até o momento uma série de experimentos foram propostos e até realizados que puderam detectar esses sinais, observa. Phys. Um desses experimentos foi projetado para detectar matéria escura com a ajuda neutrinilor, partículas subatômicas com massa próxima a zero e que interagem esporadicamente com a matéria comum.

“Nesta área, tínhamos uma série de idéias sobre os candidatos mais prováveis ​​para matéria escura, como WIMP, ou partículas massivas de interação fraca”, disse o Dr. Jeff Dror, principal autor do estudo e pesquisador de pós-doutorado no Center for Física. Universidade da California, Berkeley. Ele acrescenta: “O paradigma de partículas massivas de interação fraca é muito fácil de construir no modelo padrão, mas não fomos capazes de implementá-lo.”

“É fácil, com pequenas mudanças no paradigma das partículas massivas para integrar um tipo de sinal completamente diferente […] Podemos fazer um grande progresso, a um custo muito baixo, se dermos um passo para trás e considerarmos a forma como pensamos sobre a matéria escura ”, diz o Dr. Dorr.

Os pesquisadores estão considerando o uso de um fenômeno denominado “corrente neutra”, em que os núcleos atômicos dos materiais usados ​​produzem assinaturas de energia quando entram em contato com a matéria escura. Além disso, teoricamente, essa colisão entre a matéria escura e os núcleos atômicos leva à ejeção de vários tipos de partículas subatômicas, um processo que conhecemos como degradação nuclear.

“Uma das maiores questões no campo é a natureza da matéria escura. Não sabemos do que é feita, mas a resposta a essa pergunta pode estar disponível para nós em um futuro próximo. Para mim, isso é uma grande motivação para continuar, há um novo campo da física em algum lugar “, explica Dror.

O estudo foi publicado em Cartas de revisão física.

Leia também:

A matéria escura tem uma certa temperatura?

10 questões principais sobre matéria escura

O que aconteceria se você se tornasse matéria escura?

Um novo método para identificar partículas de matéria escura


Source: descopera.ro – Articole by feedproxy.google.com.

*The article has been translated based on the content of descopera.ro – Articole by feedproxy.google.com. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!