Coronavírus: 11.871 novos infectados, 162 pacientes mortos, 695 têm ventiladores

O número de pessoas vacinadas foi 6.087.474, das quais 5.823.818 já haviam recebido a segunda vacinação, e 2.269.551 já haviam recebido a terceira vacinação, informou koronavirus.gov.hu.


Foto: koronavirus.gov.hu

11.871 novas infecções foram confirmadas, elevando o número total de infecções identificadas para 1.068.888 desde o início do surto. A maioria das 162 mortes foi de idosos e crônicas, elevando o número de mortes para 33.866.

O número de pessoas recuperadas está constantemente aumentando, atualmente 862.534 e o número de pessoas infectadas ativas aumentou para 172.488.

Existem 6.913 pacientes com coronavírus hospitalizados, 695 dos quais estão em ventiladores.

No quarto dia da Semana de Vacinação, outro número de vacinações foi quebrado,

139.000 vacinações foram dadas na quinta-feira.

Um total de 527.000 vacinações já foram dadas durante a semana de ação, das quais 435.000 tomaram a terceira dose de reforço e 63.000 pessoas que não foram vacinadas até agora decidiram fazer sua primeira vacinação.

Diante do sucesso, governo está estendendo Semana de Ação de Vacinação

– isso foi anunciado por Viktor Orbán em uma entrevista de rádio na manhã de sexta-feira.

A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) também aprovou a vacinação de crianças de 5 a 11 anos com a Pfizer na quinta-feira. A Hungria também está pronta para organizar isso, há vacinas Pfizer suficientes e o governo concluiu vacinas Pfizer adicionais para crianças.

Durante a Semana de Ação de Vacinação, é possível comparecer aos postos de vacinação do hospital das 7h às 19h sem registro e consulta prévia.

Quem chegar sem hora marcada será vacinado na ordem de chegada. Qualquer pessoa que se pré-registrou e marcou uma consulta online pode evitar a espera.

A primeira grande pesquisa científica na Hungria (estudo HUN-VE) sobre a eficácia das vacinas foi publicada:

A alta eficácia das vacinas é evidente.

A pesquisa descobriu que todas as vacinas usadas na Hungria mostraram eficácia alta e extremamente alta na prevenção de infecções e mortes relacionadas ao coronavírus. A vacinação aumentou a proteção contra o desfecho fatal da doença para 88-98% e contra a infecção para 69-89%. A vacinação, com qualquer vacina, foi cientificamente comprovada para salvar vidas e reduzir significativamente o risco de morte. Pessoas não vacinadas tinham 20 vezes mais probabilidade de morrer na primavera na Hungria.

Fonte: koronavirus.gov.hu
Imagem da capa: koronavirus.gov.hu


Source: Propeller – Saját anyagok by propeller.hu.

*The article has been translated based on the content of Propeller – Saját anyagok by propeller.hu. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!