Erdogan, Putin, Xi Jinping e os outros: sete em cada dez cidadãos vivem sob governos autoritários


2022 começa com uma má confirmação: a democracia mundial está em retrocesso. 70% da população mundial vive em regimes autoritários ou onde os direitos dos cidadãos estão em declínio e apenas 30% residem em uma democracia em funcionamento. O oposto de 15 anos atrás.

Aquelas que no início do milênio foram enaltecidas como as novas grandes democracias, Brasil, Índia e Turquia, que somam um bilhão e 700 milhões de pessoas, nos últimos anos deram enormes passos para trás sob o peso dos regimes nacionalistas. e populistas de, respectivamente, Jair Bolsonaro, Narendra Modi e Recep Tayyip Erdogan.

Este conteúdo é reservado para assinantes

Ative a oferta para acessar:

  • Todos os artigos do site
  • A revista em formato digital
  • O arquivo das últimas edições em formato digital
  • Os boletins da equipe editorial
AtivarOferta promocional € 5,99 / mês

Source: L'Espresso – News, inchieste e approfondimenti Espresso by espresso.repubblica.it.

*The article has been translated based on the content of L'Espresso – News, inchieste e approfondimenti Espresso by espresso.repubblica.it. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!