Errado ser presidente de um partido que você não aderiu


Quer ouvir mais?

Obtenha uma assinatura Digital Plus e ouça imediatamente.

alterar assinatura

Com o Digital Plus você pode ouvir artigos. Você tem acesso imediato.

Copenhague. A ex-ministra das Relações Exteriores e Integração e vice-presidente do Partido Liberal, Inger Støjberg, respondeu na segunda-feira por que optou por não concorrer à presidência do Partido Popular Dinamarquês.

Aconteceu em seu perfil do Facebook durante o chamado “tempo de encontro digital”, que Inger Støjberg mantém em seu Facebook e site.

– Pessoalmente, acho que seria completamente errado concorrer à presidência de um partido do qual você não é membro.

– Tenho o princípio básico de que, se você concorrer à presidência de um partido, pelo menos dois carros devem estar desgastados nas estradas do interior do interior, disse ela.

A BT tentou obter um comentário aprofundado de Inger Støjberg. Ela diz que não tem mais nada a acrescentar.

Em 7 de janeiro, ficou claro que Inger Støjberg não concorreria à presidência do Partido Popular Dinamarquês.

Vários membros do DF queriam publicamente Inger Støjberg como presidente do partido.

Morten Messerschmidt, que está concorrendo à presidência, chegou a dizer que retiraria sua candidatura se Støjberg decidisse concorrer.

O ex-ministro dos Negócios Estrangeiros e Integração também recusou um emprego no Partido Popular Dinamarquês.

Em vez disso, ela escreverá colunas no jornal Ekstra Bladet.

Em 13 de dezembro, Inger Støjberg foi condenado pelo Supremo Tribunal a seis meses de prisão incondicional por violar a Lei de Responsabilidade Ministerial.

De acordo com a decisão da Suprema Corte, Støjberg iniciou e manteve em 2016, quando era Ministra das Relações Exteriores e Integração, um esquema em que casais asilados eram separados sem possibilidade de exceção. Eram casais em que pelo menos um era menor.

Em 21 de dezembro, a maioria do Folketing votou que Inger Støjberg não é digno de se sentar no Folketing.

O Partido Popular Dinamarquês deve eleger um novo presidente no domingo. O atual vice-presidente do partido, Morten Messerschmidt, e os principais membros do conselho, Martin Henriksen e Merete Dea Larsen, são candidatos ao cargo.

/ritzau/


Source: www.berlingske.dk by www.berlingske.dk.

*The article has been translated based on the content of www.berlingske.dk by www.berlingske.dk. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!