Esta bactéria gigante é a maior já encontrada

Há um novo recordista de maior bactéria – e você não precisa de um microscópio para vê-lo.

A nova espécie, Thiomargarita magnificaé cerca de um centímetro de comprimentoe suas células são surpreendentemente complexas, relatam pesquisadores em 24 de junho Ciência.

O gigante bacteriano tem aproximadamente o tamanho e a forma de um cílio humano, disse o biólogo marinho Jean-Marie Volland, do Laboratório de Pesquisa em Sistemas Complexos em Menlo Park, Califórnia, em 21 de junho em uma entrevista coletiva. Máximo de aproximadamente 2 centímetros, T. magnifica é cerca de 50 vezes o tamanho de outras bactérias gigantes e cerca de 5.000 vezes o tamanho da maioria das outras espécies bacterianas de tamanho médio.

Além disso, enquanto o material genético da maioria das bactérias flutua livremente dentro da célula, T. magnifica empacota seu DNA dentro de um saco cercado por uma membrana (SN: 22/06/17). Esse compartimento é uma marca registrada das células maiores e mais complexas dos eucariotos, um grupo de organismos que inclui plantas e animais.

O coautor do estudo Oliver Gros, biólogo marinho da Université des Antilles Pointe-á-Pitre em Guadalupe, França, descobriu pela primeira vez T. magnifica enquanto coleta amostras de água em florestas tropicais de mangue marinho nas Pequenas Antilhas do Caribe. A princípio, ele confundiu os longos filamentos brancos com algum tipo de eucarioto, disse Gros na entrevista coletiva. Mas alguns anos depois, análises genéticas mostraram que os organismos eram na verdade bactérias. Um olhar mais atento ao microscópio revelou os sacos contendo DNA das células.

Estudos anteriores haviam previsto que a falta de complexidade geral das células bacterianas significava que havia um limite para o crescimento de bactérias grandes. Mas a nova descoberta está “quebrando nossa maneira de pensar sobre as bactérias”, diz Ferran Garcia-Pichel, microbiologista da Universidade Estadual do Arizona em Tempe, que não esteve envolvido no estudo. Quando se trata de bactérias, as pessoas geralmente pensam pequeno e simples. Mas essa mentalidade pode fazer com que os pesquisadores percam muitas outras espécies bacterianas, diz Garcia-Pichel. É um pouco como pensar que o maior animal que existe é um pequeno sapo, mas os cientistas descobrem elefantes.

Ainda não está claro qual o papel T. magnifica brinca entre os manguezais. Também não se sabe por que ele evoluiu para ser tão grande. Uma possibilidade, disse Volland, é que ter centímetros de comprimento ajuda as células a acessar tanto o oxigênio quanto o sulfeto, que as bactérias precisam para sobreviver.


Source: Science News by www.sciencenews.org.

*The article has been translated based on the content of Science News by www.sciencenews.org. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!