Falha na “lavagem verde” – uma limpeza recorde da Amazônia apesar das promessas

Foto-ilustração: Pixabay

O foco da cúpula do clima deste ano em Glasgow COP26 foi a floresta amazônica, cuja proteção, ao que parecia à primeira vista, é uma das prioridades do governo brasileiro.

Assim, o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, assinou um acordo em Glasgow se comprometendo a conter o desmatamento da floresta tropical até 2030, enquanto no dia 25 de outubro deste ano, o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leice, anunciou o “Programa Nacional de Crescimento Verde” para promover o desenvolvimento sustentável e promover a conservação. floresta, afirmando que o Brasil tem potencial para ser o líder de uma nova agenda verde global.

No entanto, o fato de a destruição da Amazônia ter atingido seu máximo histórico, e o desmatamento neste ano ter aumentado em até 22 por cento em relação ao ano anterior, atesta que isso está longe da verdade, a Agência Brasileira de Pesquisas Espaciais anunciado.

Assim, no período de agosto de 2020 a julho de 2021, o governo do presidente brasileiro permitiu a destruição de 13.235 km de floresta na Amazônia, uma área 17 vezes maior que a superfície de Nova York, escreve o Greenpeace.

“Há uma razão muito boa para que Bolsonaro se sentisse confortável quando assinou um novo acordo que lhe permite mais uma década de destruição da floresta e não é vinculativo. Enquanto isso, a Amazon já está à beira e não pode sobreviver mais anos de retração. Os povos indígenas estão chamando que 80% da Amazônia seja protegida até 2025, e eles têm razão, é o que é preciso ”, disse o Greenpeace.

Quanto ao Programa de Crescimento Verde, embora a “proteção da biodiversidade” e a “redução das emissões de gases de efeito estufa” estejam entre as metas estabelecidas, não há menção a um compromisso explícito com a redução do desmatamento. Além disso, a adoção do plano de ação para a implementação do Programa está prevista apenas para setembro de 2022, alerta a ONG de direitos humanos Human Rights Watch.

Milena Maglovski


Source: Energetski portal Srbije by www.energetskiportal.rs.

*The article has been translated based on the content of Energetski portal Srbije by www.energetskiportal.rs. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!