Foi um grande escândalo que os russos derrubaram um satélite

Em uma declaração separada, o Conselho do Atlântico Norte e o Serviço de Relações Exteriores da União Europeia condenaram veementemente o teste de foguetes “imprudente e irresponsável” da Rússia em satélites em 15 de novembro.

Mais de 1.500 destroços rastreáveis ​​orbitando a órbita da Terra foram gerados como resultado do teste do foguete de segunda-feira, disse o comando espacial dos EUA. Eles presumivelmente se desintegrarão em centenas de milhares de fragmentos menores e orbitarão a Terra por anos, se não décadas. Devido a uma possível colisão com detritos espaciais, a tripulação de sete membros da Estação Espacial Internacional teve que recuar duas vezes a bordo da espaçonave ancorada na estação espacial para retornar rapidamente à Terra em caso de emergência.

De acordo com uma declaração de embaixadores que representam membros do Conselho do Atlântico Norte, o órgão de tomada de decisão da OTAN, o teste criou um nível tão baixo de detritos circulando na Terra que já está colocando em risco a integridade de recursos espaciais de muitas nações e organizações e vida humana. . “As ações da Rússia são evidências de comportamento irresponsável e colocam em risco a segurança, os interesses econômicos, científicos e comerciais de todas as nações que buscam explorar e usar o espaço sideral para fins pacíficos”, disse o comunicado.

O comunicado disse que o comportamento perigoso da Rússia contradiz seu compromisso anterior de desarmar o espaço sideral. Eles também conclamaram todas as nações, incluindo a Rússia, a “unir esforços internacionais para desenvolver regras e princípios de conduta responsável para reduzir as ameaças do espaço sideral e se abster de conduzir testes semelhantes, perigosos e destrutivos”.


Um lançamento de míssil de satélite foi realizado a partir da espaçonave Plesececk em abril de 2020

Josep Borrell, Alto Representante para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança, emitiu uma declaração em nome da União Europeia. Nele, ele chamou a atenção para o fato de que a ação russa criou uma enorme quantidade de detritos espaciais que representam um risco de longo prazo para a segurança das atividades espaciais com ou sem tripulação, incluindo astronautas russos e internacionais na Estação Espacial Internacional. “Esta medida também é contrária aos princípios consagrados nas diretrizes da ONU para a redução do lixo e prejudicará o acesso gratuito ao espaço para todos os estados por muitos anos”, disse Borrell em um comunicado.

Segundo ele, conduzir esses testes é perigoso e extremamente desestabilizador, pois pode levar à perda de confiança entre os atores no espaço e ter consequências catastróficas. “A União Europeia já apresentou propostas ao Secretário-Geral da ONU sobre esses padrões”, acrescentou.


Source: SG.hu Hírmagazin by sg.hu.

*The article has been translated based on the content of SG.hu Hírmagazin by sg.hu. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!