Green pass bis: todas as notícias


Passe verde obrigatório na escola, universidade, nos meios de transporte de longa distância, nos bondes, gôndolas e teleféricos, sem limitações na venda de passagens. Validade dos testes moleculares estendida para 72 horas, triagem da população escolar. Essas são as medidas contidas no decreto do passe verde escolar e transporte aprovado na Câmara com confiança e em tramitação no Senado Federal para sua conversão definitiva em lei. Estas são as novidades:

Teste válido por 72 horas

Está prevista a extensão da validade do resultado negativo do teste molecular de 48 para 72 horas, para efeito de duração da certificação verde. O teste molecular também pode ser realizado em amostra de saliva, obedecendo aos critérios estabelecidos na circular do Ministério da Saúde de 14 de maio de 2021.

Pare alla PAI

As atividades dos serviços educativos de infância e de educação infantil, escolas primárias e secundárias de primeiro e segundo grau são realizadas presencialmente. São possíveis exceções à atividade presencial, até 31 de dezembro de 2021, apenas na zona vermelha e em circunstâncias excepcionais.

Green Pass obrigatório na escola

Até 31 de dezembro de 2021, os funcionários das escolas públicas, pares e não pares, e funcionários da universidade devem possuir a certificação verde COVID-19 e exibi-la. O descumprimento é considerado ausência injustificada e determina o não pagamento de remuneração e, a partir do quinto dia de ausência, a suspensão do vínculo empregatício. Qualquer pessoa que ingresse na escola e na universidade, portanto os pais, funcionários encarregados do serviço de catering, manutenção, limpeza devem possuir o certificado verde e também exibi-lo.

No entanto, a certificação não é exigida dos alunos, exceto estudantes universitários. A obrigação não se aplica a sujeitos isentos da campanha de vacinação. Nos casos em que a certificação verde não foi gerada ou não foi emitida ao titular em papel ou em formato digital (por algum problema administrativo ou de TI), a obrigação é em qualquer caso considerada respeitada com a apresentação de um certificado emitido. pelo estabelecimento de saúde ou pelo profissional de saúde que realizou a vacinação ou pelo clínico geral do paciente, que ateste que o assunto preenche uma das condições para a emissão do certificado verde.

Verificações

A verificação do cumprimento dos requisitos relativos à posse e exibição do certificado verde é confiada aos gestores das escolas e aos responsáveis ​​das outras instituições. As verificações relativas aos estudantes universitários são efectuadas por amostragem, de acordo com métodos identificados pelas mesmas instituições.

Sanções

As sanções de 400 a 1000 euros são impostas aos administradores escolares (e seus delegados), aos responsáveis ​​pelos serviços de educação infantil e aos responsáveis ​​pelas escolas pares e outras instituições de formação que não verifiquem a posse da certificação pelo pessoal . mas também para pessoas que não pertencem ao pessoal da escola (por exemplo, um pai) que não possui certificação.

Triagem

O Comissário Extraordinário prepara e implementa um plano de triagem para a população escolar. Para o efeito, está autorizado o dispêndio de 100 milhões de euros. O plano de triagem dará atenção especial à faixa etária de 6 a 12 anos.

Passe verde temporário para os sem-teto

É atribuído um passe verde provisório ou, em alternativa, um código de barras pessoal aos cidadãos da UE e aos cidadãos de países terceiros, mesmo sem abrigo, que sejam sujeitos a profilaxia de vacinação, se possuírem determinados códigos de identificação, para garantir o acesso às cantinas e aos serviços sociais.

Obrigação de vacina em RSAs

A obrigação de vacinar contra COVID é estendida a todos os trabalhadores, incluindo trabalhadores externos, que trabalhem em qualquer capacidade em hospitalidade e instalações de cuidados de longa duração, residências assistidas de saúde (RSA), hospícios, instalações de reabilitação, instalações residenciais para idosos e assistência social, ou em estruturas semi-residenciais ou que por qualquer motivo hospedem pessoas em situação de fragilidade. A prorrogação vai de 10 de outubro de 2021, com vigência até 31 de dezembro de 2021.

Meios de transporte

Passe verde obrigatório para embarque no avião (excluindo aviões de transporte de mercadorias, aeronaves militares e aeronaves pessoais), para navios e balsas utilizados para serviços de transporte interregional, com exceção dos utilizados para ligações marítimas no Estreito de Messina e nas Ilhas Tremiti. Os barcos que operam na mesma região, como conexões Elba-Livorno, Ischia-Nápoles, etc., estão excluídos. Obrigação nos trens Intercity, Intercity Night e High Speed, nos ônibus regulares que ligam mais de duas regiões, nos ônibus especificamente contratados por grupos de turistas, nos teleféricos, bondes e teleféricos, se utilizados com o fechamento das cúpulas do pára-brisa, para fins turísticos. comercial, mesmo em áreas de esqui, sem limitações na venda de passagens. O transporte público local está excluído.


Source: by www.diariodelweb.it.

*The article has been translated based on the content of by www.diariodelweb.it. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!