Hadházy não violou a lei quando chamou György Schadl de executor mais corrupto

O tribunal decidiu a favor de Ákos Hadházy, ele não cometeu difamação.

Hadházy não violou a lei quando chamou György Schadl de executor mais corrupto

Foto: Facebook

“Segundo o tribunal, não violei a honra de um dos executivos mais corruptos ao chamá-lo de um dos executivos mais corruptos”

– escreveu o parlamentar independente Ákos Hadházy no Facebook. Hadházy foi denunciado por György Schadl, presidente da Faculdade Executiva do Tribunal Húngaro, que foi preso em outubro de 2021, por difamação após Hadházy

“ao executivo mais corrupto”

ligou para ele – relata hvg.hu.

Hadházy achou que seria engraçado se o tribunal decidisse contra ele. Em sua postagem, o político escreveu que, em sua opinião, vários políticos do governo estiveram envolvidos no escândalo de corrupção de György Schadl e do ex-secretário estadual de Justiça Pál Völner, e há alguns entre eles que, em sua opinião, deveriam ir a interrogatórios em vez de Bruxelas.


Source: Propeller – Saját anyagok by propeller.hu.

*The article has been translated based on the content of Propeller – Saját anyagok by propeller.hu. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!