jovens se sentem “caçados” pela polícia de trânsito


Geração do floco de neve: os jovens se sentem “caçados” pelos policiais de trânsito, mesmo que estejam infringindo a lei. Depois de uma multa de mais de 3.000 lei, um motorista de Bucareste reclamou que foi punido por “ter o chapéu de cabeça para baixo”.

Entre na galeria de fotos

Uma ação realizada pela polícia neste fim de semana foi contestada pelos menores infratores, que se sentiram “perseguidos” pela polícia. Com o carro no lugar errado, um homem de 25 anos ficou indignado por ter sido multado pela polícia. Segundo eles, o veículo dirigido pelo jovem apresentava deficiências perigosas no sistema ABS e airbag, luzes que não obedeciam a outras cores e intensidades, além de alterações construtivas não homologadas no sistema de escapamento e suspensão.

Por tudo isso, o jovem recebeu multa de 3.045 lei, e como medida técnico-administrativa foi condenada a reter a certidão de matrícula, bem como as placas com matrícula. Insatisfeito, o jovem derramou suas coisas na frente dos jornalistas, alegando ter sido “caçado” pela polícia.

“Vamos parar todos com carros esportivos, eu ainda estava com o chapéu de cabeça para baixo, se eu soubesse que estava usando uma camisa de gravata, talvez eles me levassem mais a sério”, disse o motorista agressor.

Os jovens se sentem “perseguidos” pela polícia de trânsito. Por que eu acho isso?

No total, a polícia aplicou 40 multas por falhas técnicas e afirma que continuará com as ações. Assim, foram fiscalizados mais de 50 veículos (10 motocicletas) e aplicadas sanções de contravenção no valor de mais de 20.500 lei. Do total de sanções, 34 (3 motocicletas) foram aplicadas por deficiências técnicas da seguinte forma:

  • 4 para modificações do sistema de escape nocivo (1 motocicleta);
  • 2 para modificações não aprovadas do veículo;
  • 28 para outras deficiências técnicas (2 motocicletas).

Durante as atividades de controle, 13 certificados de matrícula (1 motocicleta) foram retirados por defeitos técnicos encontrados com o apoio dos inspetores do Registro Automóvel Romeno e 3 conjuntos de placas de matrícula.

“Os policiais da Brigada Rodoviária, em colaboração com a RAR, realizaram atividades de controle de tráfego para reduzir o número de acidentes rodoviários causados ​​por falhas técnicas, bem como para diminuir o desconforto técnico causado por veículos que tiveram modificações não aprovadas no escapamento sistema ”- disse Andra Arsintescu, porta-voz da Brigada Rodoviária.

Não é a primeira vez que policiais da Capital notam motoristas com carros modificados. Os jovens devem compreender que os carros não podem ser modificados durante a decapitação, mas devem cumprir as disposições legais. Se o carro tiver alterações nos sistemas de segurança, ele só poderá funcionar após a aprovação dessas alterações, no Registro de Carros Romeno.


Source: Promotor by www.promotor.ro.

*The article has been translated based on the content of Promotor by www.promotor.ro. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!