Kevin Spacey terá que pagar 31 milhões. $ devido à VIOLÊNCIA sexual no set

Kevin Spacey terá que pagar 31 milhões. $ devido à VIOLÊNCIA sexual no set

Um juiz decidiu na quinta-feira que Kevin Spacey e suas produtoras devem pagar aos criadores de “House of Cards” quase US$ 31 milhões por perdas incorridas após sua demissão em 2017 por assédio sexual a membros do elenco.

Spacey O ator de 63 anos estrelou cinco temporadas do drama da Casa Branca, quando surgiram alegações em 2017 de que ele tinha um histórico de assédio sexual e, em alguns casos, agredir jovens.

Produzido pela MRC II Distribution Co. o demitiu e o demitiu da temporada final, que foi encurtada de 13 episódios para 8 episódios. Eles também conduziram sua própria investigação, que acrescentou cinco membros da tripulação “Casas de Cartas” à lista de homens que acusam Spacey de má conduta.

Kevin Spacey (YouTube)

A empresa disse que a má conduta de Spacey constituiu uma violação de seu contrato e o processou por danos em arbitragem privada.

Após 20 depoimentos e uma audiência de prova de oito dias, o árbitro decidiu contra Spacey e ordenou que ele pagasse à MRC US$ 29,5 milhões em danos, mais US$ 1,5 milhão em custos e honorários advocatícios, relata o Guardian.

Spacey contestou a sentença, argumentando que se baseava em alegações que nada tinham a ver com seu trabalho para o MRC. Mas a juíza da Corte Superior de Los Angeles, Mel Red Recana, rejeitou o argumento de Spacey e manteve a sentença de arbitragem de US$ 31 milhões em uma decisão de 14 páginas na quinta-feira.

Recana disse que o árbitro “constatou que a conduta de Spacey constituiu uma violação material de seus acordos de atuação e produção executiva” com a MRC.

Retrocesso na carreira

O árbitro descobriu que Spacey violou os requisitos de conduta profissional do contrato ao “se envolver em certa conduta em relação a vários membros do elenco em cada uma das cinco temporadas em que estrelou e foi produtor executivo de “House of Cards”, de acordo com os documentos.

“Estamos satisfeitos com a decisão do tribunal”, disse o advogado do MRC, Michael Kump, e o advogado de Spacey não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

Em maio, as autoridades britânicas acusaram o ator de quatro acusações de agressão sexual.

A carreira do vencedor do Oscar de 63 anos foi interrompida abruptamente no final de 2017, quando o movimento #MeToo ganhou força e acusações contra ele surgiram de vários lugares.

Spacey foi retirado do projeto House of Cards, o thriller político no qual interpretou o personagem principal Frank Underwood, um congressista sedento de poder que se torna presidente, por cinco temporadas.

No mês passado, Spacey se declarou inocente em Londres das acusações de agredir sexualmente três homens há uma década ou mais, quando era diretor do teatro Old Vic. Seu advogado disse que ele “nega veementemente” as acusações. Ele deve ir a julgamento no próximo ano, escreve a AP.

Fonte: BIZLife

Foto: Beta/AP


Source: BIZlife by bizlife.rs.

*The article has been translated based on the content of BIZlife by bizlife.rs. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!