Lajović: Não me senti bem, consegui vencer

Foto: Tanjug / AP

Dusan Lajovic

O tenista sérvio Dušan Lajović derrotou Pedro Martinez com 3: 1 (6: 7, 7: 5, 6: 1, 6: 4) e, assim, pela segunda vez em sua carreira, classificado nas oitavas de final de um dos Grand Slams, já aconteceu antes em Roland Garros em 2014.

Após a partida, ele ressaltou que não jogou o melhor que podia.

– A sensação é fantástica. Em primeiro lugar, diria que neste momento, não com o melhor tênis, consegui chegar à segunda semana do Grand Slam, entre as 16 melhores. Depois de tudo o que tivemos na ATP Cup, entrar neste Aberto da Austrália não foi fácil, as condições são diferentes este ano, mas consegui aguentar. Significa muito para mim para a autoconfiança ter conseguido vencer três jogos empatados – começa Lajović.

Você estava bastante tenso, especialmente quando viu que ele estava ferido. Como você se sentiu desde o segundo set, quando o viu lutando?

– Me senti pior no primeiro set, considerando que a primeira partida do torneio estava com um ritmo normal, joguei mais de uma ou duas tacadas. Eu me sentia muito mal desde a linha de base, não conseguia encontrar o momento certo, estava constantemente atrasado no backhand. Sem contar isso, me senti confortável em uma partida dessas porque acreditei que teria uma chance assim que encontrasse uma maneira de jogar tênis. Quando ele se machucou, quando começou a ter problemas com o serviço, eu apertei um pouco, percebi que quanto mais jogarmos, isso vai a meu favor. Consegui quebrar aquele segundo e terceiro set. No quarto set, ele lutou muito, não sei dizer ao certo, mas a diferença na velocidade do serviço era cerca de 20 quilômetros por hora quando ele sacou apto e quando se machucou, mas lutou desde a base. Ele não deu nada até o último ponto, estava meio sem jeito, jogou bem online e encontrou soluções, sempre conseguiu me encontrar com o pé errado. O que Brad Gilbert diria ‘venceu feio’ (o título do livro já foi o quarto tenista do mundo e depois do técnico) – Não me senti bem, mas consegui vencer e isso é o mais importante.

O próximo rival de Duci agora será Alexander Zverev da Alemanha, que derrotou Adrian Manarin facilmente em três sets. Até agora, Lajović e Zverev se enfrentaram duas vezes, em 2018 e 2019 em Roland Garros, e o alemão comemorou as duas vezes em cinco sets.

– Taticamente, dependerá principalmente de quão bem ele servirá. Vou tentar encontrar uma maneira de voltar, de perturbá-lo. Com o Bublik, por exemplo, no último set nos últimos jogos consegui fazer algumas situações táticas boas, onde abri um lado para ele e de certa forma o ‘puxei’ para começar a pensar para onde sacar, e isso atrapalhou ele um pouco. . Claro, ele é muito mais experiente e atende melhor no momento. Aquele jogo com o Nolet, pela ATP Cup, é um dos melhores jogos que assisti ao vivo, ele está em boa forma – diz Lajović e acrescenta:


Source: Vesti online by www.vesti-online.com.

*The article has been translated based on the content of Vesti online by www.vesti-online.com. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!