“Não a novos impostos, precisamos de um pacto para o país”


Mario Draghi ele “estreou” hoje como primeiro-ministro nomontagem da Confindustria recebendo uma recepção calorosa, com longos aplausos, e recebendo todo o apoio do presidente Carlo bonomi.

Em seu longo discurso, às vezes de improviso, o premiê reafirmou ao público que o governo “não tem intenção de aumentar impostos” porque ainda “o dinheiro é dado e não retirado” e anunciou uma intervenção de mais de três bilhões em energia e gás custos, que irão para o Conselho de Ministros hoje. Será uma questão, explicou, “eliminar para o último trimestre do ano os encargos do sistema de gás para todos, e os de eletricidade para as famílias e pequenos negócios. Aumentamos o bônus de eletricidade e gás para proteger especialmente os grupos menos abastados ».

“Estimamos um crescimento em torno de 6%”

Draghi partiu de dados econômicos, que apontam um crescimento de cerca de 6% contra 4,5% estimado na primavera. Uma “recuperação” natural, mas o desafio “é garantir que esta recuperação seja duradoura e sustentável”. Para isso, a primeira condição é evitar uma nova onda pandêmica e por isso “o passe verde é um instrumento de liberdade e segurança, para defender cidadãos e trabalhadores e manter escolas e empresas abertas”. Se as infecções não crescerem, garantiu, “poderemos afrouxar ainda mais as restrições que ainda vigoram”.

E então é necessário avançar com investimentos e reformas para a implementação do PNR, porque há um “confronto” contínuo com a Comissão Europeia e as parcelas de financiamento estão condicionadas à implementação dos “investimentos e reformas” planeados. Nesse sentido, hoje o Cdm fará um balanço do andamento do Plano. Em breve, já em outubro, deverá ser aprovada a lei da concorrência, sobre a qual já solicitou o apoio das empresas. Em seguida, entrará em ação a reforma das redes de seguridade social e das políticas ativas de trabalho. Tudo dentro de um quadro que vê a transição ecológica (“não uma escolha, mas uma necessidade”), a transição digital, o desenvolvimento do Sul entre as prioridades.

Neste contexto, concluiu, é necessária “unidade” para “não adicionar incerteza interna à incerteza externa”. Daí a proposta de um “pacto económico, produtivo, social do país:“ Existem – sublinhou – muitas medidas que estamos a discutir que podem ser objecto deste pacto. ”Convite imediatamente aceite por Bonomi segundo o qual« devemos todos vão para essa mesa ».

(com fonte Askanews)


Source: RSS DiariodelWeb.it Economia by www.diariodelweb.it.

*The article has been translated based on the content of RSS DiariodelWeb.it Economia by www.diariodelweb.it. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!