Nebulosa libera enormes estrelas do tipo B na nova imagem do Hubble

A nebulosa de formação de estrelas (G035.20-0.74) nesta imagem do Hubble está na constelação de Áquila, a Águia. Crédito: NASA, ESA e J. Tan (Chalmers University of Technology); Em processamento; Gladys Kober (NASA / Universidade Católica da América)

As estrelas nascem de nuvens turbulentas de gás e poeira que entram em colapso sob sua própria atração gravitacional. Conforme a nuvem entra em colapso, um núcleo denso e quente se forma e começa a acumular poeira e gás, criando uma protoestrela. Esta nebulosa formadora de estrelas na constelação de Aquila, G035.20-0.74, é conhecida por produzir um tipo particular de estrela massiva conhecida como estrela do tipo B. Essas estrelas são estrelas jovens, quentes e azuis, até cinco vezes mais quentes do que o nosso sol.

O Hubble observou esta região porque é o lar de uma protoestrela massiva, especificamente como parte de um programa que examina jatos de gás brilhante lançados no espaço por protoestrelas massivas. Esses jatos de movimento rápido, que se formam à medida que o gás se acumula ao redor de estrelas em formação recente e duram apenas cerca de 100.000 anos, são conhecidos por desempenhar um papel na formação estelar. Os astrônomos estavam interessados ​​em saber se esses jatos influenciam a formação de estrelas massivas da mesma forma que afetam a formação de estrelas de massa inferior. Estrelas massivas são tipicamente mais raras, mais distantes e mais escondidas pela poeira do que estrelas de massa inferior, tornando os estudos de seus jatos mais desafiadores.

Os pesquisadores combinaram as observações infravermelhas do Hubble com as dos radiotelescópios para ver o interior dessas poeirentas regiões de formação de estrelas. Eles encontraram um jato de material com propriedades semelhantes aos jatos associados a estrelas jovens de baixa massa. Isso implica que o mecanismo de criação da luz emitida por esses jatos é semelhante em estrelas jovens de massas diferentes, até 10 vezes a massa do Sol.

Nebulosa (G035.20-0.74)

A nebulosa de formação de estrelas (G035.20-0.74) nesta imagem do Hubble está na constelação de Áquila, a Águia. Crédito: NASA, ESA, J. Tan (Chalmers University of Technology) e DSS; Em processamento; Gladys Kober (NASA / Universidade Católica da América)


Source: SciTechDaily by scitechdaily.com.

*The article has been translated based on the content of SciTechDaily by scitechdaily.com. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!