Nos Estados Unidos, aviação civil está preocupada com implantação do 5G

Nos Estados Unidos, começa um impasse entre as operadoras de telefonia e a Federal Aviation Administration (FAA) – agência governamental responsável pela regulamentação da aviação civil – por causa de uma nova atualização das redes 5G. Em 19 de janeiro, Verizon e AT&T, duas grandes empresas de telecomunicações, planejam ativar novas frequências celulares, incluindo a banda C, para acelerar as conexões de dezenas de milhões de telefones no país.

A FAA está preocupada com a adição desta frequência. Ela teme que a banda C interfira em alguns altímetros de rádio, ferramentas de segurança de aeronaves que dependem de ondas próximas. Os operadores negam qualquer risco de interferência. A FAA explica que os aviões contam com partes do espectro próximas às ondas usadas pela banda C. Segundo ele, isso pode causar problemas de segurança em potencial.

Por isso, para evitar riscos, a agência anunciou em dezembro passado que voos que dependiam de rádio altímetro talvez tivessem que ser remarcados. No entanto, a Comissão Federal de Comunicações – uma agência independente – havia determinado que o 5G não representava um problema para os altímetros modernos.

Uma história de frequências

O certo é que todo o mercado 5G depende da banda C. Atualmente, os smartphones 5G se conectam ao espectro de ondas milimétricas e ao espectro de banda baixa. As frequências no espectro de ondas milimétricas podem transportar muitos dados muito rapidamente, mas não se estendem muito. Em contraste, as frequências de espectro de banda baixa podem cobrir grandes áreas, mas podem suportar apenas uma pequena quantidade de dados e, portanto, são mais lentas. A banda C cobre boa parte do território com velocidades bastante altas. Graças a isso, os dispositivos 5G funcionariam dez vezes mais rápido que os telefones 4G.

Para chegar a um acordo, operadoras sem fio e companhias aéreas concordaram no final de 2021 em testar o desempenho de certos altímetros de rádio em condições reais. A FAA suspenderá as restrições aos aviões, somente se as companhias aéreas puderem provar que seus altímetros podem funcionar quando a banda C estiver ligada. As operadoras também prometeram não transmitir banda C em cinquenta aeroportos selecionados pela FAA por pelo menos seis meses.

Inscreva-se no boletim informativo Slate

Esta não é a primeira vez que a FAA se opõe à introdução de certas novas tecnologias. Vox lembra que até 2013, era proibido o uso de computadores e telefones nos aviões.


Source: Slate.fr by www.slate.fr.

*The article has been translated based on the content of Slate.fr by www.slate.fr. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!