Nos Estados Unidos, esperanças e frustrações em uma farmácia que começou a vacinar

Para alguns, a imunização representa a oportunidade de passar um tempo com os netos. Para outros, é o primeiro passo para um lento retorno à normalidade. Em todos os Estados Unidos, as farmácias na sexta-feira começaram a administrar um milhão de doses enviadas pelo governo federal.

Em um dia frio em Bethesda, um subúrbio de Washington, idosos, em fluxo contínuo, chegam para receber a primeira das duas doses da vacina da Moderna na farmácia da rede CVS local.

“É maravilhoso, é muito prático”, disse Ted Pochter, 76 anos.

Sua esposa, Liz Pochter, explica que foi sua filha quem os registrou online na véspera, antes das 6h30

“Eu estava experimentando no meu celular e ele já estava cheio, mas estava no computador e chegou lá”, diz o americano de 67 anos, que trabalha na National Gallery of Art, museu da capital.

A mordida “ainda dói um pouco”, acrescenta ela, rindo.

Cerca de 6.500 farmácias, algumas delas em supermercados, passaram a administrar as primeiras doses em parceria com as autoridades federais. O programa deve abranger 40 mil estabelecimentos ao todo.

Isso deve tanto desonerar as autoridades de saúde locais quanto facilitar a operação de pessoas que já se vacinaram contra a gripe nas grandes redes de drogarias americanas.

Após um início irregular, a taxa de vacinação nos Estados Unidos está aumentando. 35,8 milhões de pessoas já receberam pelo menos uma dose.

– Com a ajuda das crianças –

Tahmineh Mirmirani em Betesda em 12 de fevereiro de 2021 (AFP – Issam AHMED)

Como os Pochters, Tahmineh Mirmirani precisava da ajuda de seu filho para entrar na Internet e marcar uma consulta na quinta-feira.

Agora, aos 81 anos, a jornalista em seu país natal, o Irã, diz que mal pode esperar para ver seus netos.

Lee, um aposentado de 72 anos que preferiu não revelar seu sobrenome, disse que estava feliz por finalmente receber a vacina depois de passar semanas tentando obter a preciosa injeção.

“Fizemos cadastros em todos os lugares, no município e no estado”, diz.

Uma sombra no quadro, porém: sua esposa, que o acompanhou na sexta-feira, não pôde receber a vacina, e o casal deve retornar segunda-feira para o encontro.

Um de seus netos vai se formar, “e adoraríamos ir à cerimônia de premiação” em junho, se acontecer, disse Lee. “Esperamos que o verão traga melhores resultados com a Covid e a vacina. Espero que eles possam vacinar muita gente até lá”.

Muitos outros consideram o sistema de registro de vacinação frustrante.

Faye Elkins, 74, diz que passou parte da quinta-feira na fila de uma escola, apenas para ser informada de que o remédio estava aqui por mais de 75 anos, não mais de 65 anos como ela pensava.

“Tivemos que voltar, com várias outras pessoas, algumas das quais ficaram na fila até as três da tarde no frio”, lamentou.

A Sra. Elkins e seu marido Jim Barnett disseram que não conseguiram uma consulta na farmácia apesar de seus melhores esforços, mas ainda assim vieram para se arriscar, caso alguém cancelasse a consulta.


Source: Challenges en temps réel : accueil by www.challenges.fr.

*The article has been translated based on the content of Challenges en temps réel : accueil by www.challenges.fr. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!