Nunca direi para nunca mais ser capitão do Arsenal, mas não estava pronto, admite Granit Xhaka


O meio-campista do Arsenal, Granit Xhaka, admitiu que não recusou a possibilidade de se tornar o capitão do clube novamente, mas acrescentou que não estava pronto para isso quando foi oferecido a ele. O internacional suíço foi destituído da capitania em 2019 e não usa a braçadeira do clube desde então.

Desde que chegou a Arsenalpoucos jogadores foram uma figura tão divisiva como Granito Xhaka tem com as atuações do meio-campista e histórico disciplinar muitas vezes criticado. No entanto, as coisas foram de mal a pior em 2019, quando o jogador de 29 anos foi vaiado pelos fãs e reagiu mal, o que o tirou da capitania. As coisas ficaram tão ruins que Xhaka estava de saída e, desde então, confirmou que queria sair, em meio a rumores de uma mudança para a AS Roma, mas a situação mudou.

Sob o comando de Mikel Arteta, o jogador de 29 anos encontrou uma nova vida e se tornou parte integrante da luta do Arsenal pela Liga dos Campeões neste período. Mas Xhaka nunca usou a braçadeira desde que a tirou, embora tenha admitido que não refutou completamente a possibilidade de se tornar o capitão do clube novamente. No entanto, ele também acrescentou que existem diferentes maneiras de ser um líder e é isso que ele está tentando fazer agora.

“Eu nunca direi nunca. Eu não estava pronto para isso novamente. Um capitão do Arsenal pode ficar sem braçadeira e eu estou tentando liderar o jogo e os jogadores sem a braçadeira, mas se amanhã alguém do clube de futebol vier e perguntar se eu quiser, estarei aqui porque sei que estou pronto novamente para fazê-lo”, disse Xhaka à Sky Sports.

Uma das razões para Xhaka ficar no clube foi Mikel Arteta, já que o técnico do Arsenal teria convencido o internacional suíço a ficar e ajudá-lo a construir um elenco. Isso foi confirmado pelo jogador de 29 anos e ele revelou que o espanhol é uma das razões pelas quais ele melhorou e se tornou ainda melhor agora. Não só isso, Xhaka acrescentou que Arteta o apoiou apesar de alguns erros aqui e ali.

“Mikel e eu somos muito próximos, quando ele veio há dois anos, ele me disse exatamente o que eu queria ouvir. Eu estava sentindo falta de um treinador como ele, muito caloroso e aberto com ideias claras e ele está sempre comigo, não importa o que as pessoas sejam. dizendo sobre mim.”

“Não sou apenas assim no fim de semana, mas no dia a dia. Tenho 29 anos, mas quero melhorar. Ainda estou com fome de conseguir algo e quero dar algo de volta ao Mikel, porque ele sempre foi o cara que me apoiou “. ele adicionou.


Source: SportsCafe.in by sportscafe.in.

*The article has been translated based on the content of SportsCafe.in by sportscafe.in. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!