o ciclo de homologação dos EUA dá 168 km a menos do que o anunciado na Europa

o Mercedes-Benz EQS É o segundo carro-chefe da marca alemã. Embalado com luxo e tecnologia, é conceitualmente um Elétrica classe S. Assim, um de seus principais mercados, depois da China, serão os Estados Unidos. E do outro lado da lagoa, o EQS foi aprovado pela Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos, a EPA, com um alcance de 563 km (350 milhas).

É a versão com tração traseira e um único motor de 333 cv, o Mercedes-Benz EQS 450+. Uma versão que na Europa, sob o ciclo WLTP, aprova espantosos 726 km. É uma diferença de mais de 160 km em relação à homologação europeia, não há nada.

Novamente, EPA expõe o ciclo WLTP europeu, mais permissivo e distante da realidade do que o ciclo americano. Em outras palavras, antes que pudéssemos testar completamente o novo Mercedes, a homologação da EPA nos dá uma ideia mais fiel de qual será o alcance médio real do EQS.

Sobre a Mercedes EQS 580 4Matic + de 524 CV e tração integral foi homologado com uma autonomia média de até 340 milhas, ou seja, 547 km. Na Europa, ele aprova um alcance de 657 km. A diferença entre as duas homologações, novamente, é notável e sobe aqui para 110 km.

O ciclo WLTP é uma ferramenta para comparar, não para medir a autonomia

Mercedes-Benz EQS

Apesar do quão otimista é a homologação do ciclo WLTP, isso não significa que não seja uma indicação válida da autonomia dos carros que passam por aquele ciclo. Deve ser considerado um valor máximo com todas as condições favoráveis.

E acima de tudo, devemos lembrar que sua função é poder comparar vários modelos sob o mesmo padrão, saber qual deles tem mais autonomia em relação aos outros, não saber se pode ou não chegar a 726 km, no caso de o EQS.

Mercedes-Benz EQS

A) Sim, Automóvel, motor e esporte foi capaz de realizar um primeiro teste de autonomia com um Mercedes EQS 450+, uma versão de 333 cv e 568 Nm de torque com uma útil bateria de 107,8 kWh.

Nesse teste, Alexander Bloch, chefe de testes da publicação alemã, percorreu com uma única carga os 638 km de percurso entre Munique e Berlim, restando 48 km de autonomia, segundo o computador de bordo. Não chega a 700 km de autonomia, mas está perto.

O Mercedes EQS entra, mesmo sob o prisma da EPA, no seleto grupo de cCarros elétricos com autonomia de mais de 500 km. Um grupo liderado pelo Lucid Air Dream Edition, que detém o recorde de alcance da EPA em 520 milhas, ou 837 quilômetros, seguido pelo Tesla Model S Long Range a 405 milhas (652 km) ou o Tesla Model 3 Long Range a 353 milhas (568 km). )

Em Motorpasión | Testamos o Mercedes-Benz S-Class: um sedã ultraluxuoso que transborda tecnologia, mesmo com realidade aumentada no para-brisa


Source: Motorpasión by feeds.weblogssl.com.

*The article has been translated based on the content of Motorpasión by feeds.weblogssl.com. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!