O futuro na estranha composição do ataque FTC

Matea Pletikosić na primeira partida com o time húngaro, Foto: Dejan Starčević / ŽRK Budućnost

Após uma paragem de seis semanas, os andebolistas do Buducnost Bemax regressam ao maior palco – na 9ª jornada da Liga dos Campeões, a equipa de Bojana Popović visita o Ferencvaros hoje (16:00) em Erdo.

O Podgorica jogou cada vez melhor ao longo da temporada e depois de sete derrotas, em 20 de novembro, derrotou o vice-campeão europeu Brest 30:28. Houve uma pausa devido à Copa do Mundo na Espanha, e depois disso houve problemas com a coroa, então Popović será forçada a “inventar” o pivô, porque ela tem no teste de PCR – Tatjana Brnović e Nikolina Vukčević.

Devido a isso, Nadja Kadović e Nataša Ćorović serão forçados a jogar, e não há Valerija Maslova, que ainda se recupera de uma grave lesão no cotovelo. A única coisa boa é que Armej Atingre está na equipe novamente.

– É uma temporada difícil, com coroa e muitas outras coisas, então meu objetivo é apenas me divertir com as meninas – destaca o goleiro francês de 32 anos.

Atingre assistiu à primeira partida com a equipe húngara das arquibancadas da “Bemax Arena”, que quebrou a resistência dos “blues” na finalização e comemorou 30:26.

– Tentaremos repetir esse problema, mas será muito difícil devido à situação com a coroa. Estamos perdendo alguns grandes jogadores devido a vírus e lesões, então a situação não pode ser comparada com a que estava naquele momento. Estamos tentando nos adaptar à nova situação, e temos grandes treinadores que estão fazendo tudo o que podem e preparando algumas coisas novas – disse Atingre.

O maior trunfo do Buducnost no ataque é Matea Pletikosic, que é o quinto artilheiro da competição de elite com 47 gols.

– Não estamos juntos há muito tempo, e é certo que será muito difícil para nós, porque temos problemas de saúde. Não haverá alguns jogadores importantes, o que tornará ainda mais difícil para nós. Não pudemos jogar como antes do intervalo devido ao Mundial, quando mostramos boa energia e jogo – salientou o jogador montenegrino de 23 anos.

O médio do clube montenegrino mais vencedor de troféus salienta que foi difícil a preparação para o jogo de hoje. A propósito, a equipe também estava cansada, porque devido à multidão na passagem de fronteira de Horgos de Belgrado a Erd, eles viajaram por nove horas, em vez das quatro planejadas.

– Devemos dar o nosso melhor, juntar forças e lutar, deixar o coração em campo e ver o que vai acontecer. É difícil comparar este jogo com o do Ferencvaros em Podgorica, porque estávamos todos em forma competitiva. Treinávamos o tempo todo juntos, e agora só nos reunimos há duas semanas e todos os dias outro jogador salta devido a uma doença. Certamente será muito difícil – Pletikosic é honesto.


Source: Vijesti by www.vijesti.me.

*The article has been translated based on the content of Vijesti by www.vijesti.me. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!