O maior tesouro de moedas de ouro no Reino Unido

“Tesouro de West Norfolk” contém 131 moedas de ouro de vários números e datadas do início do século VII. Inclui 122 tremissas francas, 9 solidi bizantinas, bracteate – uma placa-disco fina com relevo em um dos lados e mais dois itens que, segundo especialistas, eram partes de joias. Tal conjunto pode indicar que o dono do tesouro o estava avaliando pelo peso, e não pelo valor das moedas.

Como costuma acontecer na Grã-Bretanha, o tesouro não foi encontrado por arqueólogos, mas por cidadãos que gostam de procurar artefatos antigos usando detectores de metal. De acordo com as leis britânicas (Treasure Act de 1996), o mecanismo de busca deve ter permissão do proprietário do terreno, e a própria descoberta deve ser apresentada a um legista especial. Duas ou mais moedas encontradas em um lugar, com mais de 300 anos, contendo mais de 10% do metal precioso, são consideradas dignas dos juros da coroa. Nesse caso, o museu credenciado pode resgatar o tesouro do descobridor e proprietário do terreno pelo valor de mercado total após o julgamento de um especialista.


Фото: Museu do Castelo de Norfolk, britishmuseum.org

No caso do Tesouro de West Norfolk, a situação é muito mais complicada. A maioria dos itens desse tesouro foi encontrada entre 2014 e 2020. Tanto o mecanismo de busca quanto o dono do terreno onde o tesouro foi encontrado optou por permanecer anônimo para a imprensa. Outras dez moedas foram encontradas por um policial local, que também recebeu o direito do proprietário do terreno. Mais tarde, porém, ele escondeu das autoridades competentes que as moedas foram encontradas em um lugar e tentou vendê-las como achados avulsos. No entanto, a fraude foi exposta e, em 2017, um policial foi considerado culpado de furto, despedido do serviço e condenado a 16 meses de prisão. Até este ponto, o policial conseguiu vender duas moedas. E uma moeda encontrada antes da aprovação da Lei do Tesouro não é oficialmente contada como parte do Tesouro de West Norfolk.

klad_3.jpg
Фото: Museu do Castelo de Norfolk, britishmuseum.org

Segundo os cientistas, a descoberta de um tesouro de moedas que não foram cunhadas na Inglaterra reflete seus laços com a Europa continental, bem como a capacidade financeira dos reinos anglo-saxões. Explorando o Tesouro de West Norfolk junto com outros tesouros famosos da época, como Staffordshire ou inventário funerário do famoso cemitério Sutton-Huajudará a entender como os sistemas de troca e comércio da Grã-Bretanha e da Europa foram formados nos séculos 6 a 7, bem como a importância do Reino dos Ângulos Orientais, que ocupou o território de Norfolk e Suffolk nos séculos 6 a 9 séculos.


Source: Автономная некоммерческая организация "Редакция журнала «Наука и жизнь»" by www.nkj.ru.

*The article has been translated based on the content of Автономная некоммерческая организация "Редакция журнала «Наука и жизнь»" by www.nkj.ru. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!