O PSE assinou cinco meses após o anúncio do encerramento do site Béthune


A fábrica da Bridgestone em Béthune – F.Launay / 20 minutos

Os sindicatos e a direção da fábrica da Bridgestone em Béthune assinaram nesta sexta-feira “por unanimidade” o Plano de Proteção ao Emprego (PSE), cinco meses após o anúncio do fechamento deste único site francês da gigante japonesa do pneu, que emprega 863 pessoas, anunciou a gestão.

“As medidas definidas vão permitir responder o mais possível às situações individuais e apoiar projectos de reconversão”, saudou o presidente da Bridgestone França Philippe Brunage numa declaração de gestão. O advogado do sindicato, por sua vez, disse na sexta-feira à noite que a assinatura estava “em andamento”.

Medidas de apoio para desbloquear o diálogo

“O PSE prevê medidas que promovam as saídas e reformas antecipadas, licenças de reclassificação, verbas rescisórias supra-legais e medidas de apoio à reclassificação interna e externa”, sublinha a gestão. Após a última reunião do Conselho Económico e Social (CSE), no dia 26 de fevereiro, o plano será enviado para aprovação da Direccte (Direcção Regional da Empresa, Concorrência, Consumo, Trabalho e Emprego).

Iniciadas em clima de tensão, após a recusa da Bridgestone do cenário alternativo ao fechamento proposto pelo governo, as discussões foram desbloqueadas em meados de dezembro, com a adoção pela maioria dos sindicatos de uma série de medidas de apoio, o advogado da intersindicale, Me Stéphane Ducrocq, saudando um “verdadeiro sucesso”.

Rumo a um parque industrial multi-atividades?

A Bridgestone anunciou em meados de setembro a “cessação total da atividade” da sua unidade de Béthune, na antiga área mineira, até ao “segundo trimestre de 2021”. O grupo invocou “problemas estruturais de mercado”, excesso de capacidade de produção na Europa e concorrência de marcas asiáticas de baixo custo, denúncia dos sindicatos, esgotamento dos investimentos por parte do grupo durante vários anos.

Em outubro, o governo tinha proposto um cenário alternativo ao encerramento, prometendo a salvaguarda de cerca de 500 postos de trabalho, graças a uma reestruturação e a um investimento de 100 milhões de euros, mas pouco depois a direcção da Bridgestone tinha confirmado a sua intenção de abandonar o local .

Na terça-feira, a administração anunciou que se a aquisição total da fábrica de Béthune fosse “improvável”, várias empresas manifestaram interesse na criação de um “parque industrial multi-atividades”, representando “um potencial de 335 a 485 empregos”.


Source: 20Minutes – Une by www.20minutes.fr.

*The article has been translated based on the content of 20Minutes – Une by www.20minutes.fr. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!