O rei da cidade de Gentofte dobra seus votos nas eleições regionais


Tem sido uma escolha muito boa para os conservadores da região da capital.

Na noite anterior a quarta-feira, o partido se tornou o maior no conselho regional medido em termos de assentos pela primeira vez – também maior do que os social-democratas.

Na sexta-feira à noite, também está claro que Hans Toft, dos conservadores, será o maior vencedor de votos da região na eleição de terça-feira, depois que os votos pessoais forem finalmente contados. No total, Hans Toft, que foi prefeito do município de Gentofte por 28 anos, recebeu 35.225 votos pessoais.

Isso é mais do que o dobro do que obteve na última eleição regional em 2017. Aqui, 16.015 cidadãos votaram nele pessoalmente.

Hans Toft renunciou ao cargo de prefeito na primavera para passar o bastão para Michael Fenger (K). Este último, desde a eleição de terça-feira, foi nomeado prefeito de Gentofte.

Benedikte Kiær (K), que é prefeito de Elsinore, também deu um impulso ao progresso conservador. Ela recebeu 16.040 votos pessoais, que é quase o mesmo nível de quando ela concorreu pela última vez ao conselho regional em 2009. Na época, ela era a principal candidata dos conservadores.

No geral, os conservadores conquistaram cinco cadeiras na Região da Capital. O partido, portanto, tem dez assentos no conselho regional quando o próximo período eleitoral começa no ano novo.

Os social-democratas estão retrocedendo

Enquanto isso, os sociais-democratas, que até agora foram o maior partido, perderam quatro cadeiras. Assim, o partido do novo ano passa a ter nove cadeiras no conselho regional.

Martin Geertsen, que é o porta-voz da saúde do Partido Liberal no Folketing e foi o principal candidato do partido nas eleições regionais de terça-feira, é o que obtém o segundo maior número de votos pessoais na Região da Capital. 17.029 cidadãos colocaram sua cruz ao lado de seu nome.

Entretanto, Lars Gaardhøj (S), que foi eleito presidente do conselho regional, recebeu 13.704 votos. Isso o coloca como o número quatro da lista. No entanto, nenhuma das opções acima atingiu o mesmo nível que a ex-presidente do conselho regional, Sophie Hæstorp Andersen (S).

Na eleição de 2017, ela recebeu 64.917 votos pessoais. Em seguida, veio Martin Geertsen, que recebeu 23.754 votos.

Sophie Hæstorp Andersen renunciou no início deste ano como presidente porque queria fazer campanha para se tornar prefeita de Copenhague.

Neste verão, Lars Gaardhøj (S) assumiu como presidente. Até então, ele havia sido presidente de grupo dos social-democratas na região, mas agora continuará como presidente do conselho regional pelos próximos quatro anos.


Source: Politiken.dk – Forsiden by politiken.dk.

*The article has been translated based on the content of Politiken.dk – Forsiden by politiken.dk. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!