Os preços do milho no mundo estão subindo e as empresas estão comprando enormes estoques com medo de preços ainda mais altos

No mercado global, os preços do milho estão subindo dia a dia. Por outro lado, o temor de um aumento ainda maior no preço dessa safra e de seus produtos, tem levado muitas empresas a comprar grandes estoques de milho. Os produtores reagiram ao aumento da demanda aumentando os preços. No entanto, essas não são as únicas mudanças no mercado mundial.

Grãos de milho após a debulha

Vários fatores influenciaram a alta dos preços do milho e do trigo no mundo e criaram seu evidente crescimento em relação ao período anterior. A previsão de redução da área cultivada com trigo e milho tem influenciado muito isso. Além disso, ocorreram mudanças no mercado russo que foram um forte fator para o aumento dos preços do trigo.

O preço do trigo foi influenciado por especuladores e impostos russos

Ou seja, Rússia introduziu grandes impostos de exportação sobre o trigo desde 1º de março deste ano, o que resultou em um aumento em seu preço em todos os continentes do mundo.

Além disso, o preço desse grão foi influenciado pelo resultado dos especuladores, ou seja, sua saída do mercado de trigo para outras safras – milho. i soju.

Durante o mês de janeiro em Paris, o preço dos contratos futuros de trigo para março aumentou mais de 15 euros.

Quando se trata dos Estados Unidos, Chicago também notou uma forte alta nos preços dessa safra. O mercado aguardava o relatório mensal do Ministério da Agricultura americano, que indicava um crescimento da área com trigo mais forte do que o esperado, mas não houve queda nos preços.

O Canadá também tem boas perspectivas para as exportações de trigo, mas a União Europeia também.

Os preços do trigo influenciam sobremaneira a evolução do mercado mundial de milho e soja.

Redução da produção de milho gerou aumento de preço

Relatório USDA para fevereiro de 2021 – e nas estimativas mundiais de oferta e demanda na agricultura, o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (WASDE) prevê maiores exportações de milho e menores estoques. A cotação do contrato de milho de março de 2021 aumentou significativamente: pela primeira vez, estava acima de 500 centavos por bushel, ou cerca de 210 dólares por tonelada.

Além disso, prevê-se que a produção dessa safra seja menor no continente sul-americano.

Quando se trata da Europa, mais precisamente de Paris, a cotação do contrato de milho de março aumentou 5 euros para o novo pico de 212 euros por tonelada.

Os preços do milho também estão subindo devido à situação do mercado chinês, ou seja, a estimativa do Ministério da Agricultura americano de que no ano fiscal de 2020/2021 a China consumirá quase 250 milhões de toneladas de alimentos e subprodutos à base de grãos, que é cerca de 6% a mais que no ano passado. A razão para o aumento desse percentual está na recuperação da produção de suínos, bem como no aumento generalizado de outros setores.


Source: Agromedia by www.agromedia.rs.

*The article has been translated based on the content of Agromedia by www.agromedia.rs. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!