Os telefones Android estão constantemente espionando os usuários

Nova estude Uma equipe de pesquisadores universitários no Reino Unido descobriu uma série de problemas de privacidade decorrentes do uso de smartphones Android.

Os pesquisadores se concentraram nos dispositivos Android da Samsung, Xiaomi, Realme e Huawei.

A conclusão do estudo pode preocupar a maioria dos usuários de Android: “mesmo quando está minimamente configurado e quando o telefone está ocioso”, os telefones Android transmitem quantidades significativas de informações para o desenvolvedor do SO, bem como para terceiros (Google, Microsoft, LinkedIn , Facebook etc.) que possuem aplicativos de sistema pré-instalados, dizem os pesquisadores.

Dados confidenciais do usuário, como identificadores permanentes, detalhes de uso do aplicativo e informações de telemetria, não são compartilhados apenas com os fabricantes de dispositivos, mas também são enviados a várias outras empresas, como Microsoft, LinkedIn e Facebook. E para piorar, todos esses dados também são enviados para o Google.

É importante ressaltar que se refere à coleta de dados para os quais não há possibilidade de desconexão, portanto os usuários do Android ficam impotentes contra esse tipo de telemetria.

Isso é especialmente preocupante quando os fabricantes de smartphones fornecem dispositivos com aplicativos de terceiros que coletam dados em segundo plano, mesmo que o proprietário do dispositivo não os use e que não possam ser desinstalados.

Para alguns dos aplicativos de sistema embarcado, como miui.analytics (Xiaomi), Heytap (Realme) e Hicloud (Huawei), os pesquisadores descobriram que os dados criptografados às vezes podem ser decodificados, colocando os dados em risco de ataques MitM (intermediários). .

Mesmo se um usuário redefinir os IDs de anúncio para sua conta do Google no Android, o sistema de coleta de dados pode reconectar o novo ID ao mesmo dispositivo e adicioná-lo ao histórico de rastreamento original.

A anonimização dos usuários ocorre por vários métodos, via SIM, IMEI, histórico de dados de localização, endereço IP, SSID ou uma combinação dos mesmos.

“Embora apreciemos o trabalho dos pesquisadores, não concordamos que esse comportamento seja inesperado – é assim que os smartphones modernos funcionam”, disse um porta-voz do Google à BleepingComputer, comentando um estudo de cientistas britânicos. “Conforme explicado em nosso artigo da Central de Ajuda do Google Play, essas informações são necessárias para serviços básicos do dispositivo, como notificações push e atualizações de software em um ecossistema de dispositivo diversificado e versões de software. Por exemplo, o Google Play usa dados de dispositivos Android certificados para oferecer suporte a recursos básicos do dispositivo. A coleta de informações básicas limitadas, como o IMEI do dispositivo, é essencial para o fornecimento confiável de atualizações críticas para dispositivos e aplicativos Android. “



Source: Informacija.rs by www.informacija.rs.

*The article has been translated based on the content of Informacija.rs by www.informacija.rs. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!