Pequenos aviões movidos à luz do sol podem voar além do alcance dos aviões


O voo não é fácil no limite do espaço. Mas minúsculos “microfliers” podem voar alto na atmosfera da Terra alimentados apenas pela luz solar, sugerem os experimentos.

Em alturas entre cerca de 50 e 80 quilômetros acima da superfície da Terra, no que é conhecido como mesosfera, a atmosfera é tão fina que aviões e balões não conseguem ficar no ar. Mas o engenheiro mecânico Mohsen Azadi e colegas da Universidade da Pensilvânia viram uma promessa em uma técnica que usa a luz para levitar objetos. Os pesquisadores cortaram discos de Mylar transparente de 6 milímetros de diâmetro e revestiram as laterais inferiores com nanotubos de carbono. Quando aquecido pela luz, a pequena aeronave flutuou dentro de uma câmara de vácuo com uma pressão que imitou a mesosfera, os pesquisadores relatam 12 de fevereiro em Science Advances.

Os nanotubos de carbono são essenciais para que as microfliers alcancem o lançamento. Os nanotubos absorvem a luz, aquecendo o aviador. As moléculas de ar ganham energia quando colidem com o aviador aquecido, ricocheteando para longe dele em velocidades mais altas. As moléculas ganham força extra ao atingir os nanotubos de carbono na parte inferior da nave. Isso é graças aos cantos e recantos do material: as moléculas de ar colidem várias vezes com os nanotubos, ficando ainda mais quentes e ganhando mais energia do que aquelas que atingem o topo. Essa energia extra se traduz em moléculas mais rápidas. Como resultado, as moléculas de ar ricocheteiam na parte inferior do microflier mais rápido do que na parte superior, gerando sustentação.

Microfliers podem funcionar com luz solar ou laser e, algum dia, carregar pequenos instrumentos para medir as condições da mesosfera relativamente inexplorada, sugerem os pesquisadores.

A luz ajuda pequenas aeronaves feitas de Mylar revestido com nanotubo de carbono a atingir a decolagem. Esses “microfliers” poderiam algum dia ser usados ​​para explorar o alto da atmosfera da Terra.

Source: Science News by www.sciencenews.org.

*The article has been translated based on the content of Science News by www.sciencenews.org. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!