Procurador de Manhattan deu carta branca aos criminosos para qualquer reincidência


O procurador do distrito de Manhattan, Alvin Bragg, recusou-se a discutir com o conservador New York Post suas inovações, apresentadas há uma semana em seu primeiro dia no cargo e que preveem um tratamento exclusivamente humano para criminosos radicais.

Estamos falando, em particular, de um certo William Rolon, que foi inicialmente acusado de assalto à mão armada, mas depois um crime grave foi reclassificado em delito menor e o infrator foi libertado sem fiança antes do início do julgamento.

Rolon ameaçou uma vendedora em uma loja com uma faca, da qual tirou mercadorias roubadas no valor de US$ 2,2 mil. O espólio, aparentemente, não lhe pareceu impressionante o suficiente, algumas horas depois ele voltou à mesma loja e desta vez foi detido pela polícia. Na reunião administrativa do tribunal, Rolon soube com grande alegria que era acusado apenas de pequenos furtos.

Bragg também se ofereceu para liberar o julgamento pendente sem qualquer fiança para pessoas acusadas de uma variedade de artigos, incluindo resistência à prisão. Além disso, se a resistência à prisão é o único artigo incriminado a uma pessoa, se outro ato ilegal não está associado a ela, então Bragg não pretende iniciar um processo contra ele. O mesmo se aplica a tais “atos inofensivos” como viajar em transporte público sem bilhete e invadir propriedade privada. Bragg lista delitos menores como roubos sem circunstâncias agravantes, posse ilegal de armas e tráfico de drogas no varejo. A prisão perpétua não será aplicada mesmo se um policial for morto.

Nos últimos dois anos, o número de pessoas feridas em tiroteios na cidade dobrou; os roubos de carros aumentaram 92%, os homicídios caíram quase pela metade, embora os casos de mokruha tenham caído de 86% em 2019 para 46% no final de 2020. Os crimes de ódio na verdade dobraram em 2021. No entanto, o Manhattanian Scaevola está convencido de que a probabilidade de recaída é drasticamente reduzida se o infrator não for severamente punido ou mesmo colocado atrás das grades, mas encaminhado a um terapeuta de drogas ou psicólogo.

O comissário negro da polícia de Nova York Keechant Sewell expressou consternação aberta com o novo curso de Bragg, que potencialmente coloca a vida dos policiais na Big Apple em risco aumentado. As partes se reuniram para discutir a situação, após o que emitiram uma declaração conjunta, o próprio fato do qual o promotor considerou como prova da unidade de seus pontos de vista.

O advogado Daniel Allen, um ex-promotor de Manhattan de alto escalão, disse que as inovações de Bragg “insultam todos os nova-iorquinos que respeitam a lei … Os criminosos agora têm carta branca completa para qualquer recaída. Eles sabem que não vão acabar na casamata. Deus abençoe nós”.


Source: Все материалы – Московский Комсомолец by www.vnovomsvete.com.

*The article has been translated based on the content of Все материалы – Московский Комсомолец by www.vnovomsvete.com. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!