Redes sociais. McDonald’s é suspeito de usar ilegalmente influenciadores infantis para sua publicidade


A associação de consumidores UFC-Que Choisir anunciou na quarta-feira que entrou com uma queixa contra o McDonald’s França por “práticas comerciais enganosas”: o acusa de usar ilegalmente influenciadores infantis para sua publicidade, que o gigante do fast food contesta.

A existência de parceria comercial não mencionada

O UFC-Que Choisir aborda o caso de jovens influenciadores que promovem produtos do McDonald’s nas redes sociais, citando diretamente a rede de restaurantes, sem mencionar a existência de parceria comercial, em sua denúncia apresentada nesta segunda-feira. “Porém, ocultar o carácter publicitário de uma mensagem, permitindo assim que a comunidade de um influenciador acredite no conselho desinteressado, é uma prática comercial enganosa e punível”, recorda a associação num comunicado publicado quarta-feira.

Para o McDonald’s, é uma “reclamação abusiva, dirigida à mídia, que absolutamente não reflete a natureza do [ses] “, disse ele em uma reação à AFP. O grupo disse que estava considerando fazer uma denúncia” por acusação abusiva. ”

Em um caso semelhante, a influenciadora e estrela de reality show Nabilla Benattia-Vergara foi multada em 20.000 euros por promover serviços de ações no Snapchat, sem mencionar que ela foi paga por isso.

“A perfídia dessa falta de transparência aumenta se a comunidade-alvo for formada por crianças, menos armadas do que os adultos diante de mensagens publicitárias ocultas”, disse o UFC-Que Choisir.

Em abril passado, o McDonald’s já havia garantido à associação “nunca fazer parceria com menores de 17 anos, ou [avec] pais destacando exclusivamente seus filhos em seu canal “.

O grupo afirma que também “ofereceu repetidamente trocas para responder a todas as perguntas da associação de consumidores”, sem sucesso.


Source: Le Progrès : info et actu nationale et régionale – Rhône, Loire, Ain, Haute-Loire et Jura | Le Progrès by www.leprogres.fr.

*The article has been translated based on the content of Le Progrès : info et actu nationale et régionale – Rhône, Loire, Ain, Haute-Loire et Jura | Le Progrès by www.leprogres.fr. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!