Referendo nacional sobre emenda à Constituição do Cazaquistão será realizado em 5 de junho


Presidente do Cazaquistão Kassym-Jomart Tokayev anunciou em 5 de maio um referendo estadual em 5 de junho sobre a adoção de emendas à Constituição.

Em seu discurso televisionado à nação sobre a reforma constitucional, Tokayev disse que as emendas à Constituição são cruciais para o Cazaquistão. “A reforma constitucional marcará uma nova etapa no desenvolvimento do nosso país”, disse. “As mudanças afetarão um terço de seus artigos. Portanto, propus levar esta questão a um referendo republicano, porque essas mudanças em larga escala devem ser realizadas com base na vontade do povo”, disse Tokayev.

Ele pediu a todos que participem ativamente do referendo “pelo bem do futuro do nosso país, pelo bem das gerações futuras”, acrescentando que “juntos construiremos um Novo Cazaquistão, um Cazaquistão justo!”

De acordo com Tokayev, o referendo sobre o projeto de emenda constitucional vai demonstrar o firme compromisso do país com os princípios democráticos, acrescentando que “permitirá que cada cidadão participe diretamente do evento histórico que determinará o futuro do Cazaquistão”.

De acordo com Tokayev, a reforma constitucional visa uma transformação abrangente de todo o modelo de Estado, que inclui a transição final de uma forma de governo “superpresidencial” para uma república presidencialista com um parlamento influente e um governo responsável, o que implica limitar os poderes do Presidente.

Além disso, a reforma constitucional, disse Tokayev, fortalecerá significativamente o poder representativo, fortalecerá o sistema de freios e contrapesos e aumentará a independência dos maslikhats (órgãos representativos locais).

Além disso, a introdução de um modelo proporcional de maioria mista para a eleição de deputados aos mazhilis e aos maslikhats regionais permitirá cobrir de forma mais completa todo o espectro de opiniões e opiniões dos eleitores.

Uma parte das emendas também aumentará ainda mais a proteção dos direitos humanos, estabelecendo o Tribunal Constitucional, consolidando o status do Comissário para os Direitos Humanos no nível constitucional e banindo totalmente a pena de morte, disse o presidente cazaque.


Source: New Europe by www.neweurope.eu.

*The article has been translated based on the content of New Europe by www.neweurope.eu. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!