Relatório: redução de 44% no valor médio pago após ataques de ransomware

Estamos empolgados em trazer o Transform 2022 de volta pessoalmente em 19 de julho e virtualmente de 20 a 28 de julho. Junte-se aos líderes de IA e dados para conversas perspicazes e oportunidades de networking empolgantes. Registre-se hoje!


Depois de todas as manchetes terríveis ao longo de 2021, o final do ano apresentou sinais de melhora. De acordo com um novo relatório da Seguro Corvus, no quarto trimestre, a taxa de reclamações de ransomware atingiu apenas metade do pico observado no primeiro trimestre de 2021 – diminuindo de 0,6% para 0,3%. Embora o resgate médio pago no terceiro trimestre de 2021 tenha sido atipicamente alto, todos os resgates pagos em 2021 por média trimestral foram ~ $ 167k, 44,2% menos do que o valor do terceiro trimestre.

No geral, menos resgates estão sendo pagos em comparação com os exigidos. Essa diminuição de custo e gravidade pode ser parcialmente atribuída a entidades de subscrição que exigem backups mais fortes para cobertura de seguro, o que está ajudando a impulsionar a tendência mais ampla de abordagens mais sofisticadas e resilientes para mitigar o risco de ransomware.

No que diz respeito às preocupações e perspectivas exclusivas do segmento de pequenas e médias empresas (SMB), os dados da pesquisa mostram que as SMBs ainda estão construindo seus investimentos cibernéticos. Ele mostrou que as pequenas e médias empresas estão preocupadas principalmente com ameaças externas – vetores de ataque, incluindo ransomware e phishing – e apenas 8% das empresas menores (<50 funcionários) têm um orçamento dedicado à segurança cibernética.

Média de resgate pago por trimestre.  Em 2020, o resgate médio pago foi superior a 200.000, enquanto o número caiu para cerca de 175.000 em 2021.

Para comparação, entre as maiores empresas do grupo pesquisado (mais de 250 funcionários), 18% relataram ter um orçamento dedicado à segurança cibernética. No entanto, os gastos com segurança cibernética em geral estão aumentando, com 60% afirmando que seus gastos com segurança devem aumentar com o apoio do CEO e da alta administração.

No geral, os entrevistados destacaram a falta de recursos e a complexidade geral da segurança como os principais fatores determinantes que atualmente impedem melhorias em suas defesas. As empresas menores estão mais preocupadas em manter-se atualizadas sobre as novas ameaças, enquanto as organizações maiores estão mais preocupadas com as violações de fornecedores, trazendo à tona o fato de que muitas empresas podem deixar de enfatizar e agir de acordo com a necessidade de uma cultura de segurança interna.

Leia o relatório completo da Corvus Insurance.

A missão do VentureBeat é ser uma praça digital para os tomadores de decisões técnicas adquirirem conhecimento sobre tecnologia empresarial transformadora e realizarem transações. Aprender mais sobre a associação.


Source: VentureBeat by venturebeat.com.

*The article has been translated based on the content of VentureBeat by venturebeat.com. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!