Respingos podem contar | Ciência e vida


Os peixes arqueiros aprenderam a caçar cuspindo água em suas presas: eles nadam até a superfície de um lago ou lagoa, olham para um inseto que fica acima da água em uma folha ou galho e enviam um fluxo de água para ele de seus boca. O inseto cai, o arqueiro o come. O cuspe atinge de 1 a 2 metros e os peixes raramente erram.

Essa maneira incomum de ganhar comida para si invariavelmente atrai os olhos dos pesquisadores para os pulverizadores. Por exemplo, eles têm vergonha de atirar água quando outros pulverizadores estão olhando para eles. Vários anos atrás, escrevemos sobre como eles conseguem atingir a água em diferentes distâncias: quanto mais longe o alvo, mais tempo dura o “cuspe”, ou seja, mais água o aspersor envia para a carga. Sua incrível precisão sugere que o splatter tem uma visão muito boa e o aparato neural correspondente no cérebro. De fato, eles têm excelente visão e memória visual: são capazes de se lembrar até de um rosto humano (embora na vida não precisem realmente) e reconhecê-lo entre várias dezenas de estranhos.

Em recente artigo publicado no portal bioRxiv, a equipe da Universidade de Trent escreve que os pulverizadores sabem contar. Um disco com seis pontas foi pendurado sobre a água – o peixe atirou nele e recebeu uma recompensa. Então, ao lado deste disco, eles penduraram outro com um número diferente de pontos. Os aspersores ainda atingiam onde havia seis pontos. Os pontos foram feitos maiores ou menores, mudaram sua localização no disco, agrupados de lado ou de cima – os respingos invariavelmente escolhiam o alvo certo. Por fim, dois discos foram pendurados sobre a água, cada um com mais de seis pontos, e neste caso os aspersores escolheram o disco onde os pontos estavam mais próximos de seis.

Talvez os respingos tenham algum tipo de predisposição natural para os seis? Mas os mesmos resultados foram obtidos quando os peixes foram ensinados a memorizar um número diferente de pontos.

Pode-se supor que as habilidades aritméticas dos respingos são uma consequência de sua capacidade de distinguir entre alvos que precisam ser disparados. Para derrubar um inseto de uma folha acima da água, você precisa separar muito bem o próprio inseto, uma folha, algum galho próximo, etc. tarde você aprenderá a entender o que é “mais” e o que é “menos”.


Source: Автономная некоммерческая организация "Редакция журнала «Наука и жизнь»" by www.nkj.ru.

*The article has been translated based on the content of Автономная некоммерческая организация "Редакция журнала «Наука и жизнь»" by www.nkj.ru. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!