Rugby. A França derrota os All Blacks após uma partida heróica


Uma grande façanha! O XV da França ofereceu um sucesso recorde diante da Nova Zelândia (40-25), tricampeã mundial, neste sábado, no Stade de France, depois de uma emocionante partida marcada por uma dobradinha de Peato Mauvaka.

Diante de 80.000 espectadores em turbulência, o Blues de Fabien Galthié desferiu um golpe contra uma das referências mundiais, a menos de dois anos da partida de abertura da próxima Copa do Mundo (8 de setembro a 28 de outubro de 2023), organizada na França, enfrentando esses mesmos All Blacks.

Assim, eles encerram a série de novembro com um balanço perfeito, com três vitórias em outras partidas, depois de já terem derrotado a Argentina (29-20) e a Geórgia (41-15).

Graças a quatro tentativas contra três times adversários, o jovem francês (25 anos, 18 seleções em média) chegou ao fim de um time que não dominava desde 13 de junho de 2009 e uma vitória em Dunedin (27-22) durante um excursão de verão pelos Antípodas. E isso com a maior lacuna de sua história em relação à seleção de samambaias!

Para encontrar vestígios de uma vitória tricolor frente aos neozelandeses na França, era preciso recuar muito mais, em 2000, quando o XV da França de Bernard Laporte venceu no Stade Vélodrome de Marselha (42-33). O técnico Galthié ainda era a metade scrum do Blues.

Os homens de preto, vencedores da Copa do Mundo em 1987, 2011 e 2015, permaneceram com quatorze vitórias consecutivas contra os franceses. Mas na noite de sábado, diante de um público conquistado que cantava a Marseillaise à cappella durante os hinos, eles caíram sobre um osso.

A série de outono termina com um flop para Sam Whitelock e seus parceiros, já derrotado no último sábado na Irlanda (29-20). Duas derrotas consecutivas para a Nova Zelândia, esta é apenas a nona vez que isso acontece desde 1995 e o advento da era profissional.

O Blues entregou um recital no primeiro período, concluído em três zero tentativas, transbordando os Blacks culpados de faltas de mão e erros técnicos.

Hooker Peato Mauvaka, para seu segundo mandato na ausência de Julien Marchand, desistiu, aproveitou duas bolas transportadas meticulosamente construídas por seu clã para oferecer a si mesmo uma dupla (3ª, 33ª), contra a Geórgia no último domingo, em Bordeaux. Em três partidas de outono, o Toulousain marcou cinco tentativas.

Romain Ntamack, substituído na estreia, distinguiu-se ao marcar a segunda tentativa a solo após um passe falso seguido de uma aceleração que perfurou uma cortina dupla de cinco defesas da Nova Zelândia.

No intervalo, os Blues lideravam por dezoito pontos (24-6), uma lacuna já inédita a seu favor frente aos negros. Mas, quando voltaram do vestiário, abrandaram e abriram intervalos para os neozelandeses irritados.

Crestfallen dá oxigênio

Autores de três tentativas em menos de quinze minutos (Jordie Barrett, Rieko Ioane e Ardie Savea), os Kiwis voltaram ao alcance da arma (27-25).

Mas uma interceptação do ala Damian Penaud permitiu que os Blues recuperassem o oxigênio no placar (37-25). O Clermontois, artilheiro tricolor deste ano, ofereceu sua sétima chance em 2021 e o zagueiro Melvyn Jaminet continuou sua frente impecável na frente dos polos (20 pontos no total).

As linhas de defesa francesas continuaram pressionando os defensores da Nova Zelândia para segurar o placar. E Jaminet terminou o trabalho em um novo pênalti, seu quarto sucesso, para dar aos Bleux uma vitória recorde. O anterior, 22-8 em Cristchurch, datava de 1994.

No início do dia em Castres, as francesas também dominaram as mulheres da Nova Zelândia (29-7), assinando assim uma segunda vitória em oito dias contra as atuais campeãs mundiais, já derrotadas em Pau (38-13), no último sábado. Mágico!


Source: Le Progrès : info et actu nationale et régionale – Rhône, Loire, Ain, Haute-Loire et Jura | Le Progrès by www.leprogres.fr.

*The article has been translated based on the content of Le Progrès : info et actu nationale et régionale – Rhône, Loire, Ain, Haute-Loire et Jura | Le Progrès by www.leprogres.fr. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!