seus filhos adotivos ouvidos por investigadores


A filha adotiva e o filho de Olivier Duhamel foram ouvidos, respectivamente, na segunda e na sexta-feira pela polícia que investigava as acusações de incesto contra o cientista político.

O filho, ouvido na sexta-feira durante duas horas pela Brigada de Proteção ao Menor (BPM), “indicou que não havia sido abusado por seu pai adotivo”, segundo O parisiense.

A audiência dos dois anos trinta, adotada nos anos 80 por Olivier Duhamel e sua esposa Evelyne Pisier (falecida em 2017), insere-se no quadro das investigações iniciadas em 5 de janeiro pelo Ministério Público de Paris após a publicação do livro. A grande familia por Camille Kouchner.

Camille e “Victor” Kouchner ouviram em janeiro

Em seu livro, que desencadeou uma liberação sem precedentes da fala na França sobre o incesto, a autora, filha da Sra. Pisier e do ex-ministro Bernard Kouchner, acusa seu padrasto Olivier Duhamel de ter agredido sexualmente seu irmão gêmeo quando ele era adolescente nos anos 1980.

Este gêmeo, apelidado de “Victor” no livro, foi ouvido em 21 de janeiro pelos investigadores. Agora com 45 anos, ele decidiu alguns dias depois registrar uma queixa pela primeira vez contra seu padrasto.

Ele já havia sido interrogado pela polícia em 2011 e depois se recusou a registrar queixa por esses fatos, provavelmente prescritos.

Sua irmã Camille fez o teste em 14 de janeiro.

“Identifique qualquer outra vítima potencial”

A investigação, aberta por “estupro e agressão sexual por pessoa com autoridade sobre menor de 15 anos”, visa verificar se os fatos estão bem prescritos desde 2003, “para lançar luz” sobre o caso e “para identificar qualquer outra vítima potencial ”, segundo o procurador de Paris.

A audiência de Olivier Duhamel, que renunciou a todas as suas funções no início de janeiro sem comentar essas acusações, deve ocorrer uma vez que todos os membros de sua comitiva relevantes para a investigação tenham sido realizados.


Source: A la Une – Le Progrès | Le Progrès by www.leprogres.fr.

*The article has been translated based on the content of A la Une – Le Progrès | Le Progrès by www.leprogres.fr. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!