Sulík perdeu um conselheiro importante!

Imagem ilustrativa para o artigo PARTIDA para declarações polêmicas sobre a Ucrânia: Sulík perdeu um importante conselheiro!

As declarações do chefe da economia sobre nosso vizinho oriental têm um final desagradável. Richard Sulík perdeu seu conselheiro.

As declarações do chefe da economia sobre nosso vizinho oriental têm um final desagradável. Richard Sulík perdeu seu conselheiro.

Imagem ilustrativa para o artigo PARTIDA para declarações polêmicas sobre a Ucrânia: Sulík perdeu um importante conselheiro!

Ivan Mikloš já não é conselheiro do Ministro da Economia Richard Sulík. O ex-ministro das Finanças partiu para os comentários de Sulík sobre a Crimeia, a Ucrânia e as sanções anti-russas. Estes foram ouvidos em uma entrevista para a semana passada Pravda diário.

“Uma pequena nota no final sobre Sulík. Na quarta-feira passada, informei a ele que estava encerrando minha participação em seu conselho de crise do Ministro da Economia. Nem preciso explicar as razões do assunto deste artigo.” escrito por Ivan Mikloš em seu comentário sobre PME. Ele apontou isso Dennik N.

Declaração controversa

Na entrevista acima mencionada, o Vice-Primeiro Ministro e Ministro da Economia da República Eslovaca disse que os russos não devolveriam a Crimeia e que as sanções conjuntas dos países da União Europeia estavam a prejudicar a economia eslovaca.

“Os países têm que negociar uns com os outros. E alguns de nossos exportadores foram afetados. As sanções, portanto, só causam danos e os russos não devolverão a Crimeia de qualquer maneira. Precisamos olhar para frente e construir relacionamentos.” disse Richard Sulik.

Leia também

A Ucrânia está respondendo

Essas declarações não passaram despercebidas pelo lado ucraniano. “É lamentável que um representante de um Estado amigo com o qual temos boas relações tenha uma visão tão distorcida da Crimeia e das sanções impostas à Federação Russa”. disse para Rádio Liberdade Oleh Nikolenko, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia. Na sua opinião, Nikolenko acrescentou que “Os comentários do ministro estão em conflito com a posição oficial da República Eslovaca e a posição comum da UE.”

E o primeiro-ministro?

As declarações do ministro da Economia tentaram salvar o primeiro-ministro Eduard Heger, que garantiu à Ucrânia que nosso governo não realizará nenhuma atividade que justifique a violação do direito internacional pela Rússia e a anexação da Crimeia.

“Durante o reinado de Robert Fico, a República Eslovaca juntou-se aos estados que condenaram a anexação da Crimeia e impuseram sanções à Federação Russa. Esta é a linha oficial da política externa da República Eslovaca, na qual nada mudou e é obrigatória para os membros do governo”. afirmou o Primeiro-Ministro no seu parecer.

Você pode encontrar mais notícias de casa e do mundo no Dnes24, o Facebook uma Instagram.

foto ilustrativa

Outros tópicos atuais

Fonte: Dnes24.sk

O mais lido da Eslováquia

Source: Dnes24.sk by www.dnes24.sk.

*The article has been translated based on the content of Dnes24.sk by www.dnes24.sk. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!